DESTAQUES

Tecnologia do Blogger.

ELEIÇÕES 2020

GIRO POLICIAL

BOM CONSELHO

COVID 19

FATOS E FOTOS

ECONOMIA

EDUCAÇÃO

SAÚDE

SERVIÇOS

TURISMO

MEIO AMBIENTE

COLUNA ENSAIO GERAL

COLUNA OPINIÃO

COLUNA VLV ADVOGADOS

» » » Elemento que matou "Mudinha" a facadas em Garanhuns, foi preso em Bom Conselho


Foi preso na manhã desta terça-feira 8 de setembro de 2020, na cidade de Bom Conselho, no Agreste de Pernambuco. O elemento que assassinou a facadas no último domingo (06) uma jovem identificada como Karina Gomes  Souza, de 25 anos, (Mudinha) em um bar na feirinha da Cecilia Rodrigues, na Cohab l, em Garanhuns.

O assassino foi identificado como sendo Carlos Fortunato, vulgo (Sukita), de 31 anos, elemento de alta periculosidade e que já havia sido preso também pela prática de homicídio. A prisão dele foi possível após denúncias feitas por populares que informaram o paradeiro do elemento que estava foragido desde o feminicidio.

Sukita como é conhecido foi preso por policiais coordenados pelo delegado Alysson Câmara da delegacia Bom Conselho com apoio da polícia militar que realizaram uma ação conjunta e cumpriram um mandado de prisão que já havia sido expedido pelo Juíz Plantonista de Garanhuns pela prática do feminicídio.

Durante a ação os policiais apreenderam a arma usada no crime. Sukita disse à Polícia Civil que matou Karina para se defender, pois a mesma havia tentado efetuar golpes de faca contra o mesmo que para de defender a golpeou na perna.

Ele disse ainda à Polícia que o intuito era atingir Karina nas nádegas, porém a mesma teria "mudado a posição" e assim, havia sido  atingida na perna esquerda, parte fatal que levou a jovem à óbito.

Sukita recebeu voz de prisão e foi encaminhado à Delegacia de Saloá, onde foi ouvido pela autoridade policial e em seguida encaminhado para a Delegacia de Homicídios de Garanhuns, e posteriormente para a cadeia pública de Garanhuns onde permanecerá à disposição da justiça.

*Agreste em alerta

«
Anterior
Postagem mais recente
»
Próximo
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe sua opinião sobre essa matéria: