DESTAQUES

Tecnologia do Blogger.

ELEIÇÕES 2020

GIRO POLICIAL

BOM CONSELHO

COVID 19

FATOS E FOTOS

ECONOMIA

EDUCAÇÃO

SAÚDE

SERVIÇOS

TURISMO

MEIO AMBIENTE

COLUNA ENSAIO GERAL

COLUNA OPINIÃO

COLUNA VLV ADVOGADOS

» » » » » BOLETIM COVID-19 SES-PE 31/03

Foto: Agência Brasil/EBC

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou, nesta terça-feira (31.03), mais 10 casos da Covid-19 em Pernambuco. Com a atualização, o Estado contabiliza 87 ocorrências pelo novo coronavírus. Não houve nenhuma nova morte confirmada nas últimas 24h, sendo 6 o número de óbitos registrados até agora.

De acordo com o boletim epidemiológico, dos 10 novos casos confirmados, 7 são do sexo masculino, com idades entre 30 e 69 anos; e 3 do sexo feminino, na faixa etária entre 30 e 70 anos. Dos pacientes, 6 são residentes do Recife, 2 de São Lourenço da Mata, 1 de Ipubi, no Sertão do Araripe, além de 1 novo caso registrado em Fernando de Noronha. Este é o 2o caso registrado na Ilha –contactante do 1o caso confirmado na última sexta-feira (27.03).

Até agora, os casos estão distribuídos por 11 municípios (Recife, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Camaragibe, São Lourenço da Mata, Palmares, Belo Jardim, Caruaru, Petrolina, Ipubi e Goiana), além do Arquipélago de Fernando de Noronha e da ocorrência de pacientes em outros Estados e países.

No momento, 23 pacientes estão internados, sendo 12 em UTI/ UCI e 11 em leitos de isolamento. Outros 44 estão em isolamento domiciliar e 14 já se recuperaram da Covid-19.

Recuperados - Subiu para 14 a quantidade de pacientes considerados recuperados da doença. A paciente, que teve cura clínica, é do sexo feminino, tem 97 anos e reside no Recife.

Arquipélago – Na última sexta-feira (27.03), foi confirmada a primeira ocorrência no Arquipélago Fernando de Noronha. Um homem de 48 anos, funcionário de uma empresa terceirizada, que permanece em isolamento domiciliar.

Para evitar a propagação do vírus, todos os contactantes do homem foram monitorados e colocados em quarentena, em quartos isolados e diferentes, além de serem testados. Apenas um deles testou positivo para a doença, e permanece em isolamento.

Pernambuco amplia testes - O Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), anunciou nesta terça-feira (31.03), a ampliação da capacidade de testagem para a Covid-19 no Estado, possibilitando a realização de exames nos profissionais de Saúde, da rede pública e privada, que estão trabalhando diretamente com os pacientes suspeitos e confirmados para a doença, além das forças de Segurança. A ampliação vai ser possível graças à parceria entre a SES-PE e o Instituto Aggeu Magalhães (Fiocruz/PE), que possibilitará, inicialmente, triplicar a capacidade atual, saindo de cerca 770 para 2.170 exames por semana, a depender do envio dos kits pelo Ministério da Saúde (MS). Esse número pode chegar a 1 mil exames/dia.

"Vamos dotar o Estado da capacidade de testar mais, ampliando para além dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave internados, como é preconizado atualmente pelo Ministério da Saúde. Com essa ampliação, vamos, inicialmente, beneficiar os profissionais de saúde e de segurança, num esforço para garantir a segurança e cuidado também para esse público. A partir desta quarta-feira, iniciamos os testes juntando forças do Instituto Aggeu Magalhães aos esforços do Lacen-PE. À medida que o Ministério da Saúde enviar mais kits, vamos ampliando o número de testes realizados", afirma o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Os testes serão os mesmos já realizados atualmente pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE), por meio da técnica RT-PCR, indicada para pacientes no início dos sintomas (até 7 dias) e que analisa a presença do vírus ou parte dele na amostra coletada. Os kits de testagem, nesta parceria, serão os encaminhados pelo Ministério da Saúde, que anunciou a ampliação do envio dos kits.

A vice-diretora do Instituto Aggeu Magalhães, Constância Ayres, ressaltou a importância da parceria para a valorização e ampliação da produção científica em Pernambuco. “A Fiocruz/PE vai trabalhar em quatro frentes. A primeira é um projeto de pesquisa para desenvolver um teste rápido baseado em papel que vai dar o resultado em minutos. A segunda é a questão da evolução dos genomas, dos vírus que estão circulantes aqui em Pernambuco para entendermos qual o comportamento epidemiológico e se existe variações que podem ser importantes para o enfrentamento da epidemia. O terceiro ponto é a questão do tratamento, então vamos utilizar nossa plataforma para testar novos produtos e novas drogas anti-virais que possam combater o novo coronavírus. E, por último os estudos epidemiológicos. Nós vamos tentar entender as questões sociais que interferem no desenvolvimento da curva aqui no Estado”, destacou.

Além da parceria com o Instituto Aggeu Magalhães, nesta semana, a empresa Genômika, especializada em testes genéticos e imunológicos, passa também a compor os esforços do Estado para ampliar a realização de exames pela técnica RT- PCR. Por dia, o laboratório privado vai processar 300 exames. Essa contratualização está sendo feita em parceria com o Laboratório de Imunopatologia Keizo Asami (LIKA) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

«
Anterior
Postagem mais recente
»
Próximo
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe sua opinião sobre essa matéria: