DESTAQUES

Tecnologia do Blogger.

GIRO POLICIAL

PREFEITURA

BOM CONSELHO

ESPORTES

CURSOS E CONCURSOS

CIÊNCIA E SAÚDE

ECONOMIA

EDUCAÇÃO

SERVIÇOS

TURISMO

COLUNA FATOS E FOTOS

COLUNA OPINIÃO

COLUNA ENSAIO GERAL

COLUNA VLV ADVOGADOS

» » Gás de cozinha é vendido a R$35,00 em protesto no grande Recife


Cerca de 200 botijões de gás foram vendidos a R$ 35, metade do preço médio praticado, durante um protesto no bairro de Vila Rica, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. A ação, realizada nesta quinta-feira (13), foi parte das mobilizações da greve nacional dos petroleiros, que já chega ao 13º dia.


A venda aconteceu por ordem de chegada. Cada pessoa teve direito a um vale para trocar um botijão vazio por um novo. Uma fila se formou na calçada e atraiu moradores de diferentes idades em busca da "promoção". "O botijão a R$ 35, quando a gente paga normalmente R$ 70, é um bom preço", disse o agricultor Severino da Silva Filho.


O Sindicato dos Petroleiros de Pernambuco e da Paraíba (Sindipetro-PE/PB), responsável pelo ato em Jaboatão, informou que a ação buscou chamar a atenção da população para os "preços abusivos do gás de cozinha". Eles defendem que a política de preços do gás de cozinha seja subsidiada pelo governo federal.

Em nota divulgada no início da greve, a Petrobras afirmou que o movimento é "descabido" e que tomou as providências necessárias para garantir a continuidade das atividades. De acordo com a estatal, todos os compromissos assumidos na negociação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2019-2020 vêm sendo integralmente cumpridos por parte da empresa.

"As justificativas são infundadas e não preenchem os requisitos legais para o exercício do direito de greve. Os compromissos pactuados entre as partes vêm sendo integralmente cumpridos pela Petrobras em todos os temas destacados pelos sindicatos", afirmou a Petrobras.

G1 Pernambuco

«
Anterior
Postagem mais recente
»
Próximo
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe sua opinião sobre essa matéria: