DESTAQUES

Tecnologia do Blogger.

GIRO POLICIAL

PREFEITURA

BOM CONSELHO

ESPORTES

CURSOS E CONCURSOS

CIÊNCIA E SAÚDE

ECONOMIA

EDUCAÇÃO

SERVIÇOS

TURISMO

COLUNA FATOS E FOTOS

COLUNA VLV ADVOGADOS

COLUNA ENSAIO GERAL

COLUNA OPINIÃO

» » » TSE DEFINIU O CALENDÁRIO ELEITORAL PARA 2020


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) definiu e já divulgou o calendário eleitoral para as eleições municipais que acontecerão no dia 04/10/2020, quando serão eleitos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores em todos os municípios do país.

Para o bom andamento o TSE aprovou o calendário com regras e prazos para o pleito, as quais devem ser seguidas e respeitadas por eleitores, partidos e candidatos até o dia da eleição, 04 de outubro.

Principais datas do Calendário Eleitoral

1 de janeiro- Entidades ou empresas que fazem pesquisa de opinião pública ficam obrigadas a registrar sondagens de intenção de voto no Sistema de Registro de Pesquisas Eleitorais até 5 (cinco) dias antes da divulgação;

Administração pública fica proibida de distribuir bens, valores ou benefícios gratuitamente;

Proibida execução de programas sociais por entidade nominalmente vinculada a candidato;

Proibida publicidade de órgãos públicos com gastos acima da média

5 de março - A partir desta data e até 3 de abril, considera-se justa causa a mudança de partido de vereador para concorrer a eleição majoritária ou proporcional

1 de abril - Início da propaganda do TSE para incentivar a participação feminina, de jovens e da comunidade negra na política, bem como esclarecer os cidadãos sobre as regras e o funcionamento do sistema eleitoral brasileiro.

4 de abril - Data limite para que presidente da República, governadores e prefeitos renunciem aos respectivos cargos caso pretendam concorrer a outros cargos;

7 de abril - Proibido aumentar salário de servidores públicos;

16 de Junho - Previsão de divulgação pelo TSE do valor do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC).

30 de junho - Data a partir da qual é vedado a emissoras de rádio e de televisão transmitir programa apresentado ou comentado por pré-candidato.

4 de julho - Proibição de contatações e demissões de servidores, com exceções.

20 de julho - Início das convenções partidárias

15 de agosto - Último dia para os partidos políticos e as coligações apresentarem à Justiça Eleitoral registro de candidaturas.

16 de agosto - Data a partir da qual será permitida a propaganda eleitoral, inclusive na internet.

19 de setembro - Nenhum candidato poderá ser preso, salvo em flagrante.

29 de setembro - Nenhum eleitor poderá ser preso, salvo em flagrante.

4 de outubro - Dia do primeiro turno

25 de outubro - Dia do segundo turno

18 de dezembro - Último dia para diplomação dos eleitos pela Justiça Eleitoral.
Fonte: Agência Brasil

«
Anterior
Postagem mais recente
»
Próximo
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe sua opinião sobre essa matéria: