DESTAQUES

Tecnologia do Blogger.

ELEIÇÕES 2020

GIRO POLICIAL

BOM CONSELHO

COVID 19

FATOS E FOTOS

ECONOMIA

EDUCAÇÃO

SAÚDE

SERVIÇOS

TURISMO

MEIO AMBIENTE

COLUNA ENSAIO GERAL

COLUNA OPINIÃO

COLUNA VLV ADVOGADOS

» » » Morre o jornalista Sérgio Noronha aos 87 anos


O jornalista Sérgio Noronha morreu nesta sexta-feira (24) no Rio, aos 87 anos. Comentarista com passagem pela TV Globo e pela Rádio Globo, entre outros veículos, ele sofria de Mal de Alzheimer e estava internado há 10 dias no Hospital Rio Laranjeiras, na Zona Sul, onde sofreu uma parada cardíaca.

Noronha teve uma pneumonia no Retiro dos Artistas, onde vivia, e ficou internado sete dias no CTI do hospital. Na quinta-feira (23), ele foi transferido para o quarto, mas passou mal e teve uma parada cardíaca.

O Hospital Rio Laranjeiras informou, por volta das 18h, que o Retiro dos Artistas foi avisado sobre a morte. Às 18h05, o Retiro dos Artistas informou que tinha sido avisado e que um representante da instituição estava a caminho do hospital.

A trajetória profissional

Para muitos nas redações por onde passou, Sérgio Noronha era conhecido como Seu Nonô. No rádio, em revista ou na televisão, o jornalista é uma das vozes mais respeitadas do mundo esportivo.

Sérgio Noronha teve passagens pela revista O Cruzeiro, Jornal do Brasil, Diário Carioca, Correio da Manhã – onde participou da reforma gráfica orientada por Jânio de Freitas – e Última Hora; e nas revistas Senhor e TV Guia. Em 1975, Noronha, passou a integrar a equipe de Esportes da Globo e a assinar uma coluna no Jornal O Globo. Em 1976, foi para a TV Educativa.

Em 1982, apesar de ainda trabalhar na TV Educativa, o jornalista participou da cobertura da Globo da Copa do Mundo da Espanha. Após a Copa do Mundo, o jornalista passou a ser comentarista esportivo da Rádio Globo. Teve, ainda, passagens pela Rádio Tupi, pelo canal SporTV e pela TV Bandeirantes.

«
Anterior
Postagem mais recente
»
Próximo
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe sua opinião sobre essa matéria: