DESTAQUES

Tecnologia do Blogger.

GIRO POLICIAL

PREFEITURA

BOM CONSELHO

PERNAMBUCO

CURSOS E CONCURSOS

CIÊNCIA E SAÚDE

ECONOMIA

EDUCAÇÃO

SERVIÇOS

TURISMO

COLUNA FATOS E FOTOS

COLUNA OPINIÃO

COLUNA ENSAIO GERAL

COLUNA VLV ADVOGADOS

» » » » » Morre, aos 58 anos, o jornalista Miguel Torres


A imprensa alagoana perdeu nesta sexta-feira, 25, um dos seus maiores nomes e contadores de história do jornalismo local. Depois de muita luta contra um tumor no cérebro, faleceu na tarde de hoje (25), no Hospital Memorial Arthur Ramos, o jornalista Miguel Torres.
Dono de um sorriso sincero e largo, uma de suas marcas registradas, Miguel tinha 58 anos, destes mais da metade exercendo o jornalismo.
Com passagens por diversos veículos de comunicação e dono de uma vasta experiência em rádio e televisão, deixou na história da imprensa alagoana um legado de ética e compromisso com a informação, seja em suas atividades quando esteve à frente ou por trás de microfones ou câmeras.
No ambiente das redações por onde passou, Miguel deixou além da saudade, a marca de um colega companheiro, um generoso veterano acolhedor dos recém-formados, e responsável por um bom humor contagiante no cotidiano do trabalho.
Chegou ao Pajuçara Sistema de Comunicação  (PSCOM) para comandar o TNH1 Notícias, jornal diário ao vivo no TNH1 TV. Em seguida, incorporou-se à equipe do Cidade Alerta Alagoas, na TV Pajuçara, onde foi um dos responsáveis pela implementação do programa e onde permaneceu até sair de licença para a cirurgia de um tumor no cérebro, contra o qual lutava há mais de 4 anos. Miguel também era servidor do Instituto Zumbi dos Palmares (IZP).
Miguel Torres deixa esposa, cinco filhos e dois netos.
O velório será à noite, no Memorial Parque Maceió, localizado no bairro Benedito Bentes. O sepultamento será realizado neste sábado (26), no mesmo local, a partir das 14h.

«
Anterior
Postagem mais recente
»
Próximo
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe sua opinião sobre essa matéria: