Tecnologia do Blogger.

DESTAQUES

POLICIAL

PREFEITURA

CURSOS E CONCURSOS

ESPORTES

PERNAMBUCO

CIÊNCIA E SAÚDE

ECONOMIA

EDUCAÇÃO

SERVIÇOS

TURISMO

COLUNA ENSAIO GERAL

COLUNA OPINIÃO

FATOS E FOTOS

VLV ADVOGADOS

V-LINK PROVEDOR

RUA 13 DE MAIO,05 POR TRÁS DO SANTANDER EM BOM CONSELHO / PE
» » » » » Roubos caem 13,28% em agosto de 2019 em Pernambuco


Pernambuco - Com a redução de 13,28% nos Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVP), registrada em agosto, Pernambuco chega ao 24º mês seguido de queda do número de roubos e assaltos, quando comparado com o mesmo período do ano anterior. Em números absolutos, foram 6.645 ocorrências registradas no mês passado, contra 7.663 casos no mês correlato de 2018. Essa série de queda, iniciada em setembro de 2017, é a maior em toda a linha do tempo do Pacto pela Vida. A segunda maior marca ocorreu nos 12 meses entre maio de 2012 e abril de 2013, ou seja, metade da sequência atual.

Comparando os últimos 24 meses de retração, com o mesmo período anterior, a diferença é de 41.22 mil crimes do tipo para menos. Entre setembro de 2017 e agosto de 2019, houve 186.402 roubos, contra 227.424 registrados entre setembro de 2016 e agosto de 2018. Percentualmente, o declínio foi de 18%. Quando fazemos o recorte dos oito primeiros meses de 2019, em relação à sequência entre janeiro e agosto de 2018, o recuo foi de 15,28% - caiu de 66.271 queixas no ano passado para 56.145, em 2019 (diferença de -10.126).

“O trabalho continua e é preciso avançar para trazer mais tranquilidade para o pernambucano, quando sai às ruas, pega o transporte público, aguarda seus familiares chegarem em casa. Não podemos baixar a guarda e precisamos, cada vez mais, do envolvimento de todos na construção de uma sociedade pacífica. Importante salientar que o empenho e a integração de todos os que fazem o Pacto pela Vida, coordenado pelo governador Paulo Câmara. Mesmo em tempos difíceis para a economia do país, alcançamos uma sequência inédita de declínio dos diversos tipos de roubos, incluindo assaltos a transeuntes, investidas a coletivos, cargas, bancos e outras modalidades. Foi o dobro da segunda maior marca do PPV nesse comparativo, entre 2012 e 2013, anos muito mais prósperos nos indicadores socioeconômicos”, avaliou o secretário de Defesa Social, Antonio de Pádua.

Fonte: Governo de Pernambuco

«
Anterior
Postagem mais recente
»
Próximo
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe sua opinião sobre essa matéria: