Tecnologia do Blogger.

DESTAQUES

POLICIAL

BOM CONSELHO

CURSOS E CONCURSOS

ESPORTES

PERNAMBUCO

CIÊNCIA E SAÚDE

ECONOMIA

EDUCAÇÃO

SERVIÇOS

TURISMO

COLUNISTAS


ALEXANDRE TENÓRIO

PIÚTA

JOSENILDO BATISTA

VLV ADVOGADOS

V-LINK PROVEDOR

RUA 13 DE MAIO,05 POR TRÁS DO SANTANDER EM BOM CONSELHO / PE
» » » Por que o coração é o símbolo do amor? Cardiologista da UPAE Garanhuns responde

Todos devem cuidar bem do coração, seja clinicamente ou na metáfora relacionada ao órgão humano


No último dia 14 de agosto foi comemorado o Dia Internacional do Cardiologista, médico especialista que cuida do coração das pessoas. Curiosamente o coração, que é um órgão vital para o ser humano, passou a ser visto também como o órgão do amor e da paixão. Quando se quer demonstrar afeto por alguém, desenha-se um coração. Seja entre familiares, amigos ou pessoas enamoradas. No caderninho da escola, o coração é um dos primeiros desenhos das crianças para papai e mamãe. Nas propagandas, está sempre lá o coração no Dia dos Namorados. Todo mundo tem o emoji do coraçãozinho em suas redes sociais. E o cupido que está por aí flexando o coração das pessoas há muito tempo?


De onde vem esta simbologia afetiva com o coração? Quem responde pra gente é o Dr. Leandro Bobrzyk, cardiologista da UPAE Garanhuns, mas antes vamos entender o coração. "A função principal do coração é bombear o sangue oxigenado, que chamamos arterial, proveniente dos pulmões para todo o corpo e enviar o sangue desoxigenado, chamado venoso, até os pulmões, onde será enriquecido com oxigênio novamente. Este processo não pára nunca, e cabe aos cardiologistas verificarem e corrigirem o correto funcionamento deste ciclo.", explica Dr. Leandro.

Agora vamos à história do amor e da paixão. Segundo o médico, a simbologia nasceu com a cultura judaica, há cerca de três mil anos. "Há pesquisas que se referem aos hebreus, que associavam sentimentos ao coração, como explicou o historiador Edgard Leite, da UERJ, em matéria publicada sobre o assunto" - afirma Dr. Leandro.


Esta relação do coração com emoções e sentimentos devem ter surgido pela resposta que temos no peito em determinados momentos, levando à aceleração dos batimentos cardíacos, causados por situações como sustos e súbita alegria. Imagina a aproximação da pessoa amada. Já experimentaram? O coração bate mais forte mesmo! Por outro lado, momentos de tristeza, angústia, saudade, dá um aperto no peito. Segundo Dr. Leandro, a sensação é causada pela descarga de adrenalina, que faz a pressão arterial subir e acelera o batimento cardíaco. "Os hebreus não tinham o conhecimento científico, e aí o coração, provavelmente, virou o órgão dos sentimentos para os antigos. Com o passar do tempo, foi consolidada a relação do amor e o coração, e se espalhou pelo mundo." - Explica.

A Revista Superinteressante já tratou do tema, inclusive trazendo estas e outras informações e teorias. Na religião, por exemplo, o Coração de Jesus tem grande significado na Igreja Católica, como abrigo da essência do ser, permitindo a aproximação entre Deus e os homens.  

Seja na vida real ou na metáfora do amor, o cardiologista aconselha: "Devemos cuidar bem do coração, é importante que ele esteja saudável. Tanto na questão clínica, como no amor também, seja afetivo por amigos, familiares, pelo que se faz, trabalho, hobby,..., ou na paixão pela pessoa amada, é sempre importante estar bem com o coração". - Finaliza Dr. Leandro Bobrzyk.

QUANDO PROCURAR UM CARDIOLOGISTA?

Homens a partir dos 45 anos e mulheres a partir dos 50 que não apresentam história de problemas no coração devem fazer consultas anuais ao cardiologista. No entanto, no caso de história de problemas cardíacos na família, homens e mulheres a partir dos 30 e 40 anos, respectivamente, devem ir ao cardiologista periodicamente.

Ter fatores de risco significa ter maior chance de ter problemas de coração e, alguns dos fatores incluem ter peso em excesso, ser fumante, ser sedentário ou ter o colesterol elevado e, quanto mais fatores tiver maior é o risco.

AgênciaVOX de Notícias

«
Anterior
Postagem mais recente
»
Próximo
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe sua opinião sobre essa matéria: