Tecnologia do Blogger.

DESTAQUES

POLICIAL

BOM CONSELHO

CURSOS E CONCURSOS

ESPORTES

PERNAMBUCO

CIÊNCIA E SAÚDE

ECONOMIA

EDUCAÇÃO

SERVIÇOS

TURISMO

COLUNISTAS


ALEXANDRE TENÓRIO

PIÚTA

JOSENILDO BATISTA

VLV ADVOGADOS

V-LINK PROVEDOR

RUA 13 DE MAIO,05 POR TRÁS DO SANTANDER EM BOM CONSELHO / PE
» » » CCJ do Senado aprova divisão de recursos dos leilões de petróleo com estados e municípios


A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira (28) a proposta de emenda à Constituição (PEC) que trata da chamada cessão onerosa e prevê a divisão dos recursos provenientes de leilões do petróleo com estados e municípios.

Durante as discussões da PEC nesta quarta, o relator, senador Cid Gomes (PDT-CE), acolheu uma emenda que estabelece que os recursos devem ser usados em investimentos e em aportes em fundos previdenciários, vedada a utilização para o pagamento de custeio, pessoal ativo, inativo e pensionistas.

“O que está dito no caput, que só pode para investimento e aporte em fundo de previdência, tudo mais está proibido. Mas quis se reiterar, quis se frisar e deixar bem claro que são vedadas a utilização desses recursos para pagamento de pessoal ativo, inativo, custeio etc”, afirmou Gomes ao final da sessão.

Havia a possibilidade de o texto ser analisado em plenário já nesta quarta. Porém, as sessões da Câmara e do Senado foram suspensas para a realização de sessão do Congresso Nacional. A nova previsão é de que o tema seja pautado na próxima terça-feira (3).

Ao apresentar seu relatório na semana passada, Cid Gomes já havia sugerido algumas modificações na matéria, como i uso do Fundo de Participação dos Estados e do Distrito Federal (FPE) e do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) para repassar a estados e municípios o dinheiro arrecadado com os leilões do petróleo.

Em razão dessas alterações, o texto terá de passar novamente pela Câmara dos Deputados após ser votado pelo plenário do Senado.

A PEC que trata da cessão onerosa é uma das iniciativas do chamado pacto federativo, uma série de medidas que permitem a flexibilização dos orçamentos públicos e a transferência de recursos da União a estados e municípios.

O texto aprovado pela comissão nesta quarta agora irá ao plenário da Casa. A proposta já foi aprovada pela Câmara em junho. Na oportunidade, foi fixada a divisão igualitária entre estados e municípios de 30% da arrecadação com os leilões, 15% para cada.

Cessão onerosa

O acordo de cessão onerosa foi fechado pela Petrobras com a União em 2010 e permitiu à estatal explorar 5 bilhões de barris de petróleo em campos do pré-sal na Bacia de Santos (SP), sem licitação. Em troca, a empresa pagou R$ 74,8 bilhões.

O governo estima, porém, que a área pode render mais 6 bilhões de barris e fará um megaleilão, marcado para novembro, que pode render R$ 100 bilhões aos cofres públicos.

Divisão por estados

A distribuição dos recursos seguirá os critérios do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) que consideram, por exemplo, a renda per capita dos entes.

Por essa divisão proposta por Gomes, a Bahia, por exemplo, receberá o maior montante (R$905.524.990,28). Já estados produtores de petróleo seriam prejudicados pela repartição, são os casos do Rio de Janeiro (R$326.135.998,32) e do Espírito Santo (R$261.838.788,75).

O relator divulgou uma estimativa calculada por sua equipe de quanto cada ente deve receber. Leia abaixo:

ACRE - R$446.743.267,36
ALAGOAS - R$541.190.625,21
AMAPÁ - R$375.617.345,95
AMAZONAS - R$478.660.786,42
BAHIA - R$905.524.990,28
CEARÁ - R$692.576.893,39
DISTRITO FEDERAL - R$71.924.734,92
ESPÍRITO SANTO - R$261.838.788,75
GOIÁS - R$292.417.509,94
MARANHÃO - R$731.516.397,97
MATO GROSSO - R$221.896.800,03
MATO GROSSO DO SUL - R$185.561.674,82
MINAS GERAIS - R$537.153.656,60
PARÁ - R$714.617.864,28
PARAÍBA - R$443.496.247,50
PARANÁ - R$250.394.709,98
PERNAMBUCO - R$700.665.714,65
PIAUÍ - R$485.408.292,66
RIO DE JANEIRO - R$326.135.998,32
RIO GRANDE DO NORTE - R$457.585.308,44
RIO GRANDE DO SUL - R$131.342.932,98
RONDÔNIA - R$360.848.653,29
RORAIMA - R$328.402.969,56
SANTA CATARINA - R$113.832.621,30
SÃO PAULO - R$93.971.943,98
SERGIPE - R$419.921.782,31
TOCANTINS - R$374.901.489,10

«
Anterior
Postagem mais recente
»
Próximo
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe sua opinião sobre essa matéria: