Tecnologia do Blogger.

DESTAQUES

POLICIAL

BOM CONSELHO

CURSOS E CONCURSOS

ESPORTES

PERNAMBUCO

CIÊNCIA E SAÚDE

ECONOMIA

EDUCAÇÃO

SERVIÇOS

TURISMO

COLUNISTAS


ALEXANDRE TENÓRIO

PIÚTA

JOSENILDO BATISTA

VLV ADVOGADOS

V-LINK PROVEDOR

RUA 13 DE MAIO,05 POR TRÁS DO SANTANDER EM BOM CONSELHO / PE
» » » » Ucrânia garante vaga inédita na final do Mundial Sub-20

Os ucranianos venceram a Itália, por 1 a 0, com gol de Buletsa. Os italianos chegaram ao empate nos acréscimos, mas arbitragem anulou, após consulta ao árbitro de vídeo.


A Ucrânia venceu a Itália, nesta terça-feira, pela semifinal da Copa do Mundo Sub-20 e garantiu a classificação para a final da competição. Buletsa marcou o único gol da vitória por 1 a 0. Scamacca chegou a marcar o gol de empate nos acréscimos, mas o VAR anulou o tento, apontando a falta. Os italianos eram favoritos e tiveram mais controle do jogo, mas a Ucrânia foi mais agressiva e soube aproveitar melhor as oportunidades.

POUCAS CHANCES

A partida não foi muito movimentada no primeiro tempo, com ambas equipes com poucas chances reais de gol. Buletsa teve a melhor oportunidade. O atacante chutou no canto esquerdo e obrigou o goleiro Plizzari a fazer uma boa defesa para evitar que a Ucrânia saísse na frente.


A Itália teve mais posse de bola, mas não conseguiu transformar esse domínio em chances de gol. Foram apenas dois chutes a gol, sendo que nenhum foi na direção do goleiro Lunin, do Leganés, mas que pertence ao Real Madrid. A Ucrânia, por sua vez, chutou oito vezes a gol, com dois na direção de Plizzari, quatro para fora e dois bloqueados.

A Ucrânia voltou para o primeiro tempo da mesma forma que terminou o segundo: com menos posse de bola, mas mais perigosa no ataque. Em uma das fortes investidas, Konoplia cruzou na área e Buletsa bateu bem sem chances para o goleiro. Esse foi o terceiro gol do atacante do Dínamo de Kiev na competição.

VAR DECIDE


O jogo ficou mais difícil para a Ucrânia mais próximo do fim, tendo em vista que Popov foi expulso, por receber o segundo cartão amarelo. Apesar da superioridade numéria da Itália, os ucranianos permaneceram com o mesmo estilo de jogo e chegaram a acertar o travessão. Nos acréscimos, porém, Scamacca acertou um lindo chute e empatou a partida, mas o VAR anulou o tento, apontando falta do atacante. Com isso, os ucranianos garantiram a vaga.

«
Anterior
Postagem mais recente
»
Próximo
Postagem mais antiga