Tecnologia do Blogger.

DESTAQUES

VÍDEOS DO YOUTUBE

POLICIAL

DIVERSOS

SAÚDE

ECONOMIA

ESPORTES

NOVIDADES

EDUCAÇÃO

COLUNISTAS

Água Lucinda
JB Eletrônica
» » » » Brasil está na 85ª posição no mundo em qualidade de internet


O ano passado, a média da velocidade de internet no Brasil chegou a 6,4 Megabits por segundo (Mbps), número que fez o País ocupar o 85° lugar num ranking mundial. O estudo foi realizado pela Akamai, uma empresa especializada em serviços do tipo CDN, ou seja, de redes de distribuição de conteúdo na internet.

Ao todo, foram 241 países e regiões pesquisadas, e a média mundial de tráfego atingiu 7 Mbps. O campeão global é a Coreia do Sul, com impressionantes 26,1 Mpbs - três vezes mais que a média - seguido da Noruega (23,6 Mbps) e Suécia (22,8 Mbps).

Algo interessante a respeito disso é que a Coreia do Sul continuou na liderança mesmo depois de uma queda de 2,4% em sua velocidade média na comparação com o quarto trimestre do ano de 2015.

Nas Américas, destaque para os Estados Unidos (que ocupa a 14° posição no ranking, com 17,2 Mbps), Canadá ( 24° posição, com 14,9 Mbps), Chile (60° posição, com 8,6 Mbps), Uruguai (62° posição, com 8,3 Mbps) e México (74°, com 7,2 Mbps).


Ao todo, a velocidade média das conexões mundiais aumentou 12% em comparação com o trimestre anterior e 26% em relação ao mesmo período no ano anterior. Esse fator ainda revela que o ritmo de crescimento da velocidade da internet do Brasil foi maior que a média global.

E as notícias positivas não param por aí: vale ressaltar que o resultado atingido pelo Brasil representa uma melhoria de 16% com relação à média do trimestre anterior, e de 45% com relação ao mesmo período de 2015, quando o País ficou com a 88° posição no ranking.

Nesse contexto, o ritmo de melhoria das conexões brasileiras merece destaque. No último trimestre de 2016, 59% das conexões superavam uma velocidade média de 4 Mbps - esse índice aumentou aproximadamente 13% em relação ao semestre anterior e 52% na comparação com o quarto trimestre de 2015.

Se levarmos em consideração apenas as conexões brasileiras superiores a 10 Mbps, o País fica um pouco melhor: em 67º na lista global, e em 65º se for contada as que estão apenas acima de 15 Mbps. No entanto, é essencial destacar que essas conexões fazem parte da rotina de poucas pessoas, representando apenas 16% e 5%, respectivamente, das conexões brasileiras.

Porém, em um dos indicadores do estudo, o Brasil finalmente ocupou o primeiro lugar: o País é o terceiro com mais endereços de IP únicos, com mais de 47 milhões, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e da China.

Por fim, o fato de que existem tantas conexões, mas o índice de qualidade segue abaixo da média global apenas revela a necessidade de investimentos constantes nesse setor. E uma das primeiras maneiras de fazer isso é identificando qual a velocidade da internet de cada casa.

No portal Minha Conexão é possível que o usuário verifique a qualidade da internet em tempo real. Além disso, o site permite que o usuário salve o resultado da verificação da velocidade em um histórico.

Esse tipo de material fornecido pelo Minha Conexão permite que o cliente consiga comparar a velocidade recebida com a contratada, servindo como um medidor de qualidade das operadoras de internet.


«
Anterior
Postagem mais recente
»
Próximo
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe sua opinião sobre essa matéria: