Tecnologia do Blogger.

DESTAQUES

COLUNISTAS

POLICIAL

DIVERSOS

SAÚDE

ECONOMIA

ESPORTES

NOVIDADES

EDUCAÇÃO

PREFEITURA

» » Jovem pede ajuda para manter biblioteca que criou no agreste de PE para crianças carentes

Suetônio Júnior, de 20 anos, é um agente comunitário de saúde. Vive com a mãe, Josilene de Souza, gari de 48 anos, na zona rural de Buíque, agreste de Pernambuco. Diferentemente da maioria dos jovens de sua idade, para Suetônio sábado não é sinônimo de balada.

Todo sábado ele vai para a biblioteca comunitária que fundou. O jovem pretende, com a iniciativa da biblioteca, inspirar adolescentes e crianças dali a investir em seu futuro profissional. E é por meio da educação e da leitura que ele espera concretizar seu sonho.

Na biblioteca, Suetônio ajuda as crianças com as lições de casa e dá aulas de reforço, sobretudo das disciplinas português e matemática. A maioria dos livros é arrecadada por meio de doações. Muitos foram encontrados em lixeiras e estão sendo recuperados. Para manter o espaço, Suetônio vende materiais recicláveis na vizinhança. Com o dinheiro das vendas, as crianças recebem brindes e lanches, feitos por Dona Josilene.

Sem ajuda do governo e visando à manutenção do projeto, Suetônio conta com a contribuição e a solidariedade de outros cidadãos. O perfil Cantinho Literário da Nuza (@amoleituraoficial), no Instagram, mobilizou-se para ajudar. "Mandei mensagem para ela, mas confesso que pensei que ela nem ia ter tempo de responder. Mas me surpreendi!", contou Suetônio. Além de doar livros, o Cantinho Literário criou uma 'vaquinha' on-line para arrecadar fundos para a reforma e a compra de materiais, como prateleiras, para manter e organizar o espaço.

"Os amigos da página e do Instagram são muito unidos e somos extremamente envolvidos com qualquer causa que incentive a leitura e a educação. Tem pessoas querendo visitá-lo para apoiar de perto esse projeto. E, como falei com ele, isso é só o início. Vamos ajudá-lo no que ele precisar para realizar esse projeto lindo com crianças e adolescentes", diz Vanuza Batemarque, criadora do perfil.

Nuza, como é conhecida, tem contato com livrarias como Cultura, Saraiva e Amazon e tentará atrair mais apoiadores para a iniciativa.

Uai.com

«
Anterior
Postagem mais recente
»
Próximo
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe sua opinião sobre essa matéria: