Tecnologia do Blogger.

DESTAQUES

TV WEB JB NOTÍCIAS

POLICIAL

DIVERSOS

SAÚDE

EVENTOS

ESPORTES

NOVIDADES

EDUCAÇÃO

ELEIÇÕES 2018

PREFEITURA

» » Policial assassinado em São Gonçalo é sepultado com honras militares


O corpo do cabo Guilherme da Costa Penetra, de 32 anos, foi enterrado na tarde deste domingo, no Cemitério Memorial Parque Nycteroy, no bairro do Laranjal, em São Gonçalo. Com honras militares e em clima de forte comoção, o velório contou com a presença de mais de 400 pessoas, reunindo familiares, amigos e colegas de farda do policial militar, que foi morto com um tiro na cabeça na manhã deste sábado.

Pai de um menino de nove anos, Guilherme era policial há oito anos, lotado no 7° Batalhão da Polícia Militar (São Gonçalo) . Ele foi assassinado durante um confronto com bandidos na comunidade Buraco da Cobra, no bairro do Boaçu, quando sua guarnição averiguava uma denúncia de um roubo de carga que havia ocorrido próximo ao local alguns momentos antes.

Irmão mais velho da vítima, Cláudio Reis esteve presente no sepultamento e lamentou a "falta de estrutura enfrentada diariamente pelos policiais militares" do Estado do Rio:

— Eu espero que a justiça seja feita, mas não existe sentimento de vingança. O que sinto é só sinto tristeza. Assim como meu irmão, todos os policiais vêm clamando por melhores condições de trabalho — lamentou, acrescentando que o irmão morava em São Gonçalo, no bairro do Zé Garoto e, portanto, conhecia bem a cidade em que atuava.

No enterro, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Luís Cláudio Laviano, lamentou a morte do policial . Confirmou também que um dos suspeitos do crime já se encontra preso, e que a Polícia Militar e e a Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG) permanecem em busca demais envolvidos no assassinato do agente:

— Perdemos um policial militar que estava no cumprimento de seu dever em uma área de difícil acesso, que exige uma forma mais delicada de atuação, justamente para minimizar o impacto nos nossos próprios policiais e na população de bem que lá reside. Saliento que o melhor caminho para os envolvidos nesse crime é que devolvam suas armas e se entreguem, para que possam ser conduzidos à Justiça com suas integridades físicas garantidas — pontuou.

Ao lado de Lavianco, o tenente-coronel André Henrique, que assumiu o comando do 7º Batalhão há apenas de 15 dias, afirmou que sua gestão já está localizando os pontos com maior índices de roubos de carga na cidade.

— Infelizmente, a morte do nosso policial veio justamente enquanto lutava contra um dos delitos que buscamos mais combater na cidade, que é o roubo de cargas. Estamos mapeando por onde esses bandidos atuam para, com inteligência, bloquearmos o caminho deles antes que adentrem as comunidades — concluiu o comandante.

Extra Globo 

«
Anterior
Postagem mais recente
»
Próximo
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe sua opinião sobre essa matéria: