Tecnologia do Blogger.

DESTAQUES

TV WEB JB NOTÍCIAS

POLICIAL

DIVERSOS

SAÚDE

EVENTOS

ESPORTES

NOVIDADES

EDUCAÇÃO

ELEIÇÕES 2018

PREFEITURA

» » » » Morre o ator José Pimentel, aos 84 anos, vítima de enfisema pulmonar


Morreu nesta terça-feira (14) o ator, escritor e diretor de teatro José Pimentel, de 84 anos. Ele estava internado no Hospital Esperança, na área central do Recife, desde quinta-feira (9), por causa de um enfisema pulmonar. O artista é conhecido por interpretar Jesus nos espetáculos da Paixão de Cristo do Recife e de Nova Jerusalém, no interior de Pernambuco.

Em outubro de 2017, Pimentel foi incluído na lista dos Patrimônios Vivos de Pernambuco, justamente por interpretar Jesus na Paixão de Cristo por mais de 40 anos. Em 2018, foi a primeira vez que o ator não interpretou o papel na capital pernambucana, apesar de ter participado da produção.

A filha do ator, Lilian Pimentel contou, na quinta-feira (9), que ele foi levado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por causa das dificuldades respiratórias. No sábado (11), o estado era estável, mas o paciente teve que se submeter a sessões de hemodiálise.

O ator passou a respirar com a ajuda de aparelhos e a pressão baixou muito, segundo Lílian Pimentel. Os médicos chegaram a mudar os antibióticos para tentar reverter o quadro clínico e precisaram suspender a hemodiálise. Ele faleceu por volta das 9h30 desta terça-feira, segundo a família.

No final de 2016, Pimentel passou por um procedimento cirúrgico para operar uma hérnia. Como apresentou melhora no quadro clínico, foi liberado para ir para casa.

História

Pimentel nasceu em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco. Escritor, também atuou como professor de teatro na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Durante 21 anos, ele comandou a direção e atuou na Paixão de Cristo do Recife. Em 2018, ele não representou Jesus, pela primeira vez.


O ator é um dos fundadores do espetáculo de Nova Jerusalém em Fazenda Nova, no município de Brejo da Madre de Deus, há 52 anos. Em 2018, Pimentel ganhou o título de Patrimônio Vivo de Pernambuco.

Os parentes contam que tudo começou quando, a partir da sugestão de um amigo, Pimentel foi incentivado, devido ao seu porte físico atlético, a representar um soldado romano no espetáculo Paixão de Cristo de Nova Jerusalém.

Anos depois, passou a ajudar o gaúcho Plínio Pacheco, idealizador e construtor da cidade-teatro de Nova Jerusalém, assumindo, junto com outros, a iluminação e a sonorização do espetáculo.

Concebeu o sistema de dublagem feito com a gravação da fala dos atores permeada com a trilha sonora do espetáculo. Entre 1968 e 1977, Pimentel interpretou Pilatos e dois demônios. Em 1969 substituiu Clênio Wanderley na direção do espetáculo.

Em 1978 começou a atuar no papel de Jesus, substituindo o ator Carlos Reis, e continuou até 1996, afastando-se, então, da atuação e da direção, quando os outros responsáveis decidiram utilizar atores da TV Globo como elenco principal no lugar dos atores locais.

Do G1

«
Anterior
Postagem mais recente
»
Próximo
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe sua opinião sobre essa matéria: