Tecnologia do Blogger.

DESTAQUES

TV WEB JB NOTÍCIAS

POLICIAL

DIVERSOS

SAÚDE

EVENTOS

ESPORTES

NOVIDADES

EDUCAÇÃO

ELEIÇÕES 2018

PREFEITURA

» » A GREVE DOS CAMINHONEIROS E A LIÇÃO QUE FICA PARA O GOVERNO



O Transporte Rodoviário no Brasil
José Roberto Pereira

Recentemente assistimos uma greve geral dos caminhoneiros autônomos e transportadoras de todo Brasil. Posso dar este testemunho porque fui executivo do ramo de transporte durante anos e vi de perto como são tratados os caminhoneiros autônomos ou os agregados com grande falta de respeito principalmente pelas transportadoras que detém a carga. Isto acontece pela verticalização do transporte, pois 70% da economia brasileira viaja através de caminhão.

Durante os anos cinquenta do século passado, além do transporte rodoviário, o Brasil tinha uma boa malha ferroviária como também era utilizado o transporte marítimo e fluvial. Por exigência das grandes montadoras americanas o governo brasileiro esqueceu e não mais investiu no transporte ferroviário e fluvial e deu total prioridade a malha rodoviária num total erro de estratégia, pois, se tivéssemos ferrovias funcionando a exemplo dos Estados Unidos e Europa esta greve era café pequeno. Ainda hoje não existe prioridade do governo para o ferroviário. Como andam as obras da Transnordestina que ligaria o porto do Pecém no Ceará até Suape em Pernambuco? Paradas.

Na minha infância viajei muito na Maria Fumaça de Quebrangulo para Maceió. Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas, todos estes estados interligados por ferrovias. Hoje as antigas estações ferroviárias estão servindo de museu ou casa de cultura. Nunca planejamos o Brasil a longo prazo, o negócio é o imediatismo, o quebra-galho.

Esta greve serviu de lição para o governo. Nossas estradas são malfeitas e de péssima qualidade. Para você ter uma ideia, 30% da nossa produção de grãos, principalmente aquela produzida em Goiás e nos dois Mato Grosso ficam perdidas por falta de estradas e péssimas condições de armazenamento. Vamos ver se no plano de governo destes pré-candidatos à Presidente tem algum projeto para fortalecer a malha ferroviária e o sistema fluvial.

Trabalhando com transporte rodoviário, passamos pelo Plano Cruzado do Governo Sarney, Plano Bresser, Plano Collor, Plano Real. Em todos estes planos, quem mais sofreu e sofre ainda é o carreteiro autônomo. Na época do cruzado (80% de inflação ao mês) e por alguns anos e com a economia dolarizada, a transportadora recebia o frete atualizando o cruzado pelo dólar dia, e também pagava o carreteiro no mesmo sistema. Grande parte das grandes transportadoras aumentam o frete junto ao cliente e não repassa o aumento para o carreteiro. A partir desta greve teremos um maior respeito a esta classe tão sofrida.

Mudando de assunto, você sabia que o primeiro automóvel importado para o Brasil (um ônibus) veio para Pernambuco? Somos o estado pioneiro no transporte coletivo de ônibus e a primeira linha foi Goiana/Olinda.
Esta estrada sempre foi famosa desde a fundação de Goiana em 1570. Por ela passou nosso Imperador Pedro II quando foi visitar Tejucupapo. Em 1880 o transporte coletivo desta estrada era a velha diligência tipo aquela do velho oeste. Demorava dois dias com os passageiros pernoitando em Igaraçu. De Olinda a Recife o transporte era feito pela maxambomba a tetravó do metrô. Em 1901 surgiu a Companhia de transporte de Goiana, fundada por Manoel Borba, Mr. Edward Johnon e Henrique Bernardes. Importaram da Europa um veículo motorizado (um ônibus).

A primeira dificuldade foi retirá-lo da alfândega já que no Brasil nunca ninguém importou este tipo de equipamento. Sendo Pernambuco o primeiro estado do Brasil a importar um veículo motorizado.

A segunda dificuldade foi encontrar um motorista. O Diretor da Empresa Henrique Bernardes que teve algumas aulas de direção na Europa foi o primeiro motorista do Brasil (Revista do Instituto Histórico de Pernambuco vol. XXXIX, 1944. Pág. 187).
A empresa deu uma geral na estrada e o percurso passou a ser de um dia de viagem. É sempre o velho Pernambuco dando exemplo de pioneirismo. Conheça mais a história de Pernambuco, ela é fundamental para o nosso nativismo.

«
Anterior
Postagem mais recente
»
Próximo
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe sua opinião sobre essa matéria: