Tecnologia do Blogger.

DESTAQUES

VÍDEOS DO YOUTUBE

POLICIAL

DIVERSOS

SAÚDE

ECONOMIA

ESPORTES

NOVIDADES

EDUCAÇÃO

PREFEITURA

» » CRÔNICAS DE ALEXANDRE TENÓRIO: FINAL DE SEMANA PORRETA.

Neste último dia 21 de abril de 2018 o COLÉGIO ESTADUAL FREI CAETANO DE MESSINA completou 51 anos de existência, um grupo de ex-alunos resolveram comemorar a data no bar de João Bem-te-vi, estive presente e foi realmente um momento muito bom. Estavam presente dentre outros, Frei Lourenço, Gesse Teixeira, Ananias, Aldo Godoy, Sandoildo Tenório...

Foi armada uma tenda, enfrente ao bar e colocadas mesas e cadeiras para melhor acomodar o público visitante, para abrilhantar a festa foi contratado o melhor conjunto de seresta de nossa cidade “REVIVENDO O PASSADO” que para os safados deveria ser chamado “PÉ NA COVA” formado por Giba, Sérgio Puluca, Plínio, Quincas e Hercules Meneses que deram um show.

O dono do estabelecimento João Bem-te-vi, emocionado com tanta gente em seu estabelecimento, começou a beber e depois de certo tempo ficou queimado, esqueceu o bar e danou-se a dançar por entre as mesas, deixando os afazeres com o seu sobrinho Erivan das Antenas – a minha amiga Danteia e sua irmã vinda diretamente do Rio de Janeiro, todas nonagenárias, eram uma animação só.

É quando chega o mudo, os safados deram bebida ao mudo e com pouco tempo o desgraçado pegou o microfone e foi cantar junto com Plínio, pense na zona, um mudo cantando, foi o ponto alto da festa, a descontração era total, uma cerveja Skol estupidamente quente, um arrumadinho original feito por João bem-te-vi, que na essência era diferente de todos que eu já comi, pois, ao invés de fritar a charque ele cozinhou a charque no feijão depois cortou e juntou com os outros ingredientes.

Perguntado o porquê daquela modificação na forma de servir o charque, João Bem-te-vi “este grande mestre da cozinha nordestina”, foi categórico - disse que era para quem tivesse pouco dente, chapa ou um buraco no dente, poder mastigar a charque sem incomodar a boca, ou seja, a charque frita como é feita tradicionalmente para o arrumadinho, fica um pouco dura depois de frita, e a charque cozida fica mole, assim explicou o grande CHEF DE COZINHA João Bem-te-vi, tem fundamento, porém o prato se parecia com tudo menos com arrumadinho.

Por fim chega meu amigo Bada, trazendo recém-tirado do tacho um queijo de manteiga do laticínio Ferro, que estava uma delícia, fechando o cardápio, tivemos pitomba e umbu estes últimos tira-gosto foi muito apreciado pelos os que estavam tomando PITU, sem sombra de duvida foi uma manhã e tarde muito boa. 
                                      
DOMINGO DE RECITAL
No último dia 22 de abril de 2018, na igreja matriz ao cair da tarde à senhora Socorro do chefe, nos presenteou com um recital de piano clássico, que deixou todos com o coração leve, pois, as músicas escolhidas para o recital foram de bom gosto e uma perfeição na sua execução. Estamos esperando com muita ansiedade pelo o próximo recital.
FINAL DE SEMANA PORRETA.
*Por Alexandre Tenório

«
Anterior
Postagem mais recente
»
Próximo
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe sua opinião sobre essa matéria: