DESTAQUES

Tecnologia do Blogger.

GIRO POLICIAL

PREFEITURA

BOM CONSELHO

PERNAMBUCO

CURSOS E CONCURSOS

CIÊNCIA E SAÚDE

ECONOMIA

EDUCAÇÃO

SERVIÇOS

TURISMO

COLUNA FATOS E FOTOS

COLUNA OPINIÃO

COLUNA ENSAIO GERAL

COLUNA VLV ADVOGADOS

Olinda abre seleção simplificada para médicos com 22 vagas e salários de até R$ 7 mil

Inscrições podem ser feitas entre esta segunda (6) e a quinta (9), na internet. Há vagas para clínico de urgência e emergência, psiquiatra e especialista em saúde da família.


A Secretaria de Saúde de Olinda abriu uma seleção simplificada com 22 vagas para médicos de três especialidades atuarem no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. As inscrições podem ser feitas na internet, entre esta segunda-feira (6) e quinta-feira (9).

Há duas vagas para plantonista clínico de urgência e emergência e duas vagas para psiquiatra, ambos com salários de R$ 6,5 mil, e 18 vagas para médico especialista em saúde da família, com salário de R$ 7 mil. Do total de vagas ofertadas, 5%, ou no mínimo uma vaga, é reservada para pessoas com deficiência.

As inscrições podem ser feitas pelo e-mail:
secretariasaudeolindarh@yahoo.com, anexando uma série de documentos e a ficha de inscrição, que deve ser preenchida com letra de forma, sem rasuras.

Essa seleção simplificada, que teve o edital disponibilizado na internet, é realizada em uma única etapa: avaliação curricular. O resultado tem previsão de ser divulgado no dia 13 de abril, no site da prefeitura.

Documentos necessários
Para se inscrever, é preciso anexar ao e-mail uma foto 3x4, além dos seguintes documentos: RG, CPF, carteira de habilitação (se houver), título de eleitor, certidão de nascimento/casamento, comprovante de residência, registro no órgão de classe e certificado de reservista (para homens).

Também é necessário anexar diploma, comprovantes e declarações de experiência, certificado ou declaração de conclusão de curso de pós-graduação e certificado ou declaração de conclusão de residência multiprofissional em área da saúde.

Quando for o caso, também é preciso anexar artigo publicado, como autor, em periódico nacional ou internacional, ou comprovação de coautoria em bibliografia na área da especialidade pretendida, além de certificados de cursos de capacitação em áreas correlatas às atividades do cargo e do currículo.

G1PE

Ministério da Saúde faz remanejamento de aparelhos respiratórios


Nesta semana, a capital Manaus (AM), recebeu o auxílio de 15 aparelhos respiratórios. Essencial para o tratamento de casos graves da Covid-19, o equipamento é utilizado quando o pulmão do paciente está muito comprometido e ele não consegue respirar sozinho.

Os equipamentos foram emprestados pela Rede D'Or São Luiz a pedido do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. De acordo com os dados do Ministério da Saúde, o Brasil conta hoje com 65.411 respiradores, sendo 46.663 na rede pública e 18.748 disponíveis na rede privada de saúde. Segundo Mandetta, o objetivo da ação foi fortalecer toda a estrutura do Sistema Único de Saúde (SUS), no país.

“Tive que pegar respirador de um estado, mandar pela FAB e mandar para Manaus, para a gente tentar trabalhar o Brasil com um cenário. Porque se aumentar muito aqui, talvez a gente equipamentos de um local e transfira para ver se a gente consegue dá um ponto de equilíbrio para o nosso sistema de saúde que vai sim ser muito estressado”.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, ressaltou ainda que neste momento é importante reforçar a assistência em locais que ainda não têm um grande número de casos confirmados da doença.

“O que a gente quer evitar é que nós tenhamos grandes centros como o Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, capitais na orla com surtos, fortes epidêmicos em paralelo ao mesmo tempo. Aí realmente seria muito difícil. Então, esse somatório de ações para diminuir a mobilidade é muito importante.”

O Governo Federal nesta semana destinou R$ 9,4 bilhões para fortalecer a rede pública de saúde no enfrentamento a Covid-19. O recurso vai ser destinado para aquisição de ventiladores pulmonares, novos testes diagnósticos, medicamentos e outros equipamentos para a rede hospitalar.

Para mais informações acesse saude.gov.br/coronavirus.


Consertos de lavadoras em Bom Conselho é com JB Eletrônica


Amiga dona de casa, não deixe para fazer uma revisão na sua lavadora quando ela parar! Além de ser mais caro a mão de obra, o conserto poderá custar uma soma de dinheiro. Tudo isto porque você não cuidou antes.

Agora não precisa se preocupar. Em Bom Conselho você tem a sua disposição uma Assistência Técnica qualificada que cuida da sua lavadora como ela precisa ser tratada. Com seriedade e responsabilidade.


Observe nesta foto acima, e na outra abaixo, como fica a sua lavadora após algum tempo de uso. A sujeira da roupa juntamente com o resíduo do sabão e amaciante, criam uma crosta no fundo e nas laterais do cesto o que na maioria das vezes provoca mau cheiro e ou as roupas saem manchadas, isto é devido ao acúmulo de sujeira.


Somente um técnico qualificado poderá resolver este problema limpando toda a sujeira com material adequado, deixando novamente limpa e aromatizada, livre de fungos e bactérias. Além de ser uma prevenção contra futuros defeitos.


Por isso não demore, entre em contato hoje mesmo com a JB Eletrônica na COHAB 02 – Rua Paraíso – Bom Conselho. Ou se preferir leve sua lavadora ou tanquinho e peça para fazer uma consulta sem compromisso!

JB ELETRÔNICA  - Há 24 anos “Servindo Bem , Para Servir Sempre”!

Atendendo a domicílio pelos fones: 
9.9638-9489 -Tim
9.8166-3600 – Vivo
WhatsApp: (87) 9.9638-9489

Técnico responsável: Josenildo Batista

Bando explode posto de atendimento do Bradesco em Terezinha



Bandidos fortemente armados explodiram o caixa eletrônico do posto de atendimento do Bradesco, na cidade de Terezinha, no Agreste de Pernambuco. O fato aconteceu na madrugada deste domingo (5/03). De acordo com informações, os elementos chegaram em duas caminhonetes quando parte do grupo cercou o destacamento da Polícia Militar e efetuou disparos contra o prédio e a viatura. Nenhum policial ficou ferido.


Após a explosão os homens fugiram levando uma quantia de dinheiro não informada. Várias viaturas foram deslocadas no momento da ação afim de tentar capturar os bandidos mas até o momento ninguém foi preso. 

Bom Conselho: boletim atualizado traz 55 casos em monitoramento domiciliar e 7 descartados


*Dados da Secretaria de saúde de Bom Conselho em conjunto com a Vigilância sanitária e as Unidades básicas de Saúde do município.

BOLETIM COVID-19 DO GOVERNO DE PERNAMBUCO


A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) informa que confirmou mais 25 casos da Covid-19 no Estado, subindo para 201 ocorrências da doença. Entre os casos novos, 10 são do sexo masculino e 15 do feminino, com idades entre os 25 e 93 anos. Do total de casos confirmados, 87 estão em isolamento domiciliar e 68 internados, sendo 19 em UTI/UCI e 49 em leitos de isolamento. Outros 25 pacientes já estão recuperados.
Os casos confirmados estão distribuídos por 14 municípios (Recife, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Camaragibe, Cabo de Santo Agostinho, Paulista, São Lourenço da Mata, Palmares, Belo Jardim, Caruaru, Petrolina, Ipubi, Aliança e Goiana), além do Arquipélago de Fernando de Noronha e da ocorrência de pacientes em outros Estados e países.
Em relação aos óbitos, foram confirmados mais 7 pela Covid-19, totalizando 21 em Pernambuco. Os novos óbitos confirmados neste boletim são:
1 – Mulher, 69 anos, do Recife. Faleceu em 31.03 em uma unidade privada de Jaboatão.
2 – Homem, 60 anos, de Olinda. Faleceu em 29.03 em uma unidade privada do Recife.
3 – Mulher, 62 anos, do Recife. Tinha diabetes, doença cardiovascular crônica e doença renal crônica. Faleceu em 03.04 em uma policlínica do Recife.
4 – Mulher, 84 anos, do Recife. Tinha doença cardíaca, diabetes e hipertensão. Faleceu em 03.04 em uma UPA do Recife.
5 – Mulher, 55 anos, de Olinda. Tinha diabetes, doença renal crônica e pneumonia crônica. Faleceu em 04.04 no Hospital dos Servidores, no Recife.
6 – Homem, 64 anos, de Palmares. Estava fazendo tratamento contra um câncer. Faleceu em 04.04 em uma unidade privada do Recife. 
7 – Homem, 75 anos, do Recife. Faleceu em 04.04 em uma unidade privada do Recife.

Bom Conselho: Não gostou de brincadeira e matou o outro a facadas


Por causa de uma suposta brincadeira um homem foi assassinado a facadas na noite deste sábado (04), na Serra de Santa Terezinha, em Bom Conselho. De acordo com informações da Polícia Militar, a vítima identificada como sendo Marcone Vieira de Lima, (vulgo Louirinho) de 33 anos, se encontrava em um bar, quando durante um desentendimento por causa de uma brincadeira entrou em luta corporal com seu algoz identificado como sendo Lourival Ferreira da Silva Júnior, de 28 anos, por não gostar da brincadeira.

Logo em seguida, Lourival foi em casa, pegou uma faca e ao retornar golpeou a vítima com diversas facadas que chegou ser socorrido para o Hospital Monsenhor Alfredo Dâmaso,  de Bom Conselho, onde foi a óbito devido os ferimentos. A PM realizou diversas diligências no intuito de localizar o criminoso porém não obteve êxito.

O corpo da vítima foi encaminhado para o IML de Caruaru.

Governo anuncia aplicativo para cadastrar informais que têm direito a auxílio de R$ 600

Governo anuncia aplicativo para cadastrar informais que têm direito a auxílio de R$ 600

Senado aprova texto que expande lista de beneficiados com auxílio de R$ 600


O Senado aprovou nesta quarta-feira (1) o projeto de lei que estende o auxílio emergencial de R$ 600 nos próximos três meses devido à pandemia do coronavírus. Foram incluídos na lista os trabalhadores informais, que em 2018 tiveram rendimentos altos, e pais de adolescentes, que não foram incluídos na proposta anteriormente porque o auxílio é destinado aos maiores de dezoito anos.

De acordo com o texto, pais solteiros passam a ter o mesmo tratamento já concedido a mães solteiras, e receberão, automaticamente, duas cotas do auxílio, que totaliza R$ 1,2 mil. Mulheres nessa mesma situação familiar já estavam incluídas no auxílio.

O texto aprovado nesta quarta-feira foi um substitutivo apresentado senador Esperidião Amin (PP-SC). O projeto recebeu 79 votos favoráveis e foi unanimidade entre os senadores que participaram da sessão virtual que debateu o assunto. O projeto agora segue para a Câmara dos Deputados.

O objetivo do auxílio emergencial é diminuir o impacto gerado pela pandemia do Covid-19 na renda de pessoas que não possuem carteira assinada.

Agência do Rádio Mais

hospital de campanha de Betim começa a funcionar neste sábado


O hospital de campanha de Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, deve começar a funcionar na tarde deste sábado (4). A unidade foi montada em sete dias, em um clube da cidade.

O hospital é uma das ações do plano de enfretamento à pandemia na cidade, para atender possíveis pacientes com testes positivos para o coronavírus. A estrutura conta com 120 leitos para fazer o diagnóstico daqueles que apresentarem sintomas da doença, além de uma estrutura com 80 leitos para pacientes em recuperação.

Betim é referência em saúde para 13 municípios, e deve receber moradores do entorno. O espaço foi cedido pela Fiat, que está com as atividades suspensas na cidade.

De acordo com dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES), até esta sexta-feira (3), foram notificados 1.141 casos suspeitos de covid-19 em moradores de Betim. Desses, cinco casos foram confirmados por exames laboratoriais e 85 casos foram descartados.

O prefeito de Betim, Vittorio Medioli, que também é empresário, parou as oficinas da sua empresa (Grupo Sada) para produzir 120 camas para atender os pacientes em tratamento da Covid-19 no Centro de Atendimento.
 

Governo vai usar aplicativo para cadastrar informais que têm direito a auxílio de R$ 600


O governo Federal lançará na próxima terça-feira (7) um aplicativo para celulares para identificar os trabalhadores informais que não estão em nenhum cadastro do governo, mas têm direito de receber o auxílio de R$ 600.

O benefício é uma das medidas de alívio à crise econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus. Ele se destina a pessoas sem carteira assinada e renda fixa, afetadas pelas medidas de isolamento social adotadas para conter a velocidade da Covid-19 no Brasil.

Além do aplicativo, o cadastro poderá ser feito por telefone, em número que será divulgado posteriormente, e através de um site, que também está em desenvolvimento.

Será possível fazer o registro em agências. Entretanto, a recomendação é que o cadastro seja feito, de forma prioritária, por meio digital, a fim de evitar aglomerações. Já o calendário para o pagamento do auxílio aos informais será anunciado na segunda-feira (6).

Segundo o ministro Ônix Lorenzoni, entre 15 milhões e 20 milhões de trabalhadores que têm direito ao auxílio não estão atualmente em nenhum cadastro usado pelo governo e precisam fazer o registro para receber o dinheiro.

Deve fazer o cadastramento pelo aplicativo:

O trabalhador que não está no Cadastro Único do governo; que não é contribuinte individual do INSS; e que não é microempreendedor individual.
De acordo com o ministro, trabalhadores que já estão nos cadastros do governo mas que não sabem disso e venham a tentar fazer o credenciamento por qualquer dos meios anunciados, vão ser informados de que não precisam do registro.
Onyx informou ainda que:

O dinheiro será creditado em conta bancária, ou;
ele receberá uma autorização para fazer o saque nas lotéricas.
"Aqueles que não têm conta, terão uma conta digital aberta de forma gratuita. Quem já tiver em outro banco, receberá uma TED [transferência eletrônica] de graça”, informou o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães.

O que é preciso para ter direito ao auxílio?
O projeto que cria o auxílio de R$ 600 altera uma lei de 1993, que trata da organização da assistência social no país.

De acordo com o texto, durante o período de três meses, será concedido auxílio emergencial de R$ 600 ao trabalhador que cumpra, ao mesmo tempo, os seguintes requisitos:

ü  ser maior de 18 anos de idade;
ü  não ter emprego formal;
ü  não ser titular de benefício previdenciário ou assistencial, beneficiário do seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal, à exceção do Bolsa Família;
ü  ter renda familiar mensal por pessoa de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos;
ü  que, no ano de 2018, não tiver recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70.
O auxílio será cortado caso seja constatado o descumprimento de desses requisitos.

O texto diz também que o trabalhador deve exercer atividade na condição de:

microempreendedor individual (MEI);
ü  Contribuinte individual do Regime Geral de Previdência Social que trabalhe por conta própria;
ü  Trabalhador informal empregado, autônomo ou desempregado, intermitente inativo, inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), até 20 de março de 2020, ou que se encaixe nos critérios de renda familiar mensal mencionados acima, desde que faça uma autodeclaração pelo site do governo.
ü  A proposta estabelece ainda que somente duas pessoas da mesma família poderão receber o auxílio emergencial. Para quem recebe o Bolsa Família, o programa poderá ser substituído temporariamente pelo auxílio emergencial, caso o valor da ajuda seja mais vantajosa.

Rua Vidal de Negreiros é mais uma asfaltada pela prefeitura


Mais uma rua de Bom Conselho está sendo asfaltada. É a Rua Vidal de Negreiros, no Alto do Colégio.


Os serviços tiveram início na manhã da quinta-feira(02) e segue acontecendo com a aplicação da primeira camada de asfalto.


Os trabalhos estão sendo acompanhados pelo secretário de Infraestrutura, Luís Henrique e sua equipe. E os moradores também acompanham de perto o andamento dos serviços.


Uma conquista do prefeito Dannilo Godoy o asfalto da rua Vidal de Negreiros faz parte de um conjunto de ruas que já foram asfaltadas, como a Travessa 13 de maio, a Cleto Campêlo e a Mário Melo.


Após a aplicação da primeira camada, uma outra cobrirá esta. É a camada de acabamento. A previsão é que o serviço se encerre na próxima semana.

Por: Assessoria

Obra da estrada de Rainha Isabel tá quase pronta


O sonho de Rainha Isabel e região está cada dia mais próximo de ficar completamente realizado. A obra do asfalto da via que liga o distrito a PE-218 está próxima de ser concluída.


Os 11 km que ligam o distrito de Rainha Isabel a PE-218 estão todos asfaltados e com a sinalização horizontal concluída.


Pequenos detalhes restam para a conclusão total da obra, sonhada há décadas que agora se concretiza.


A pavimentação dessa estrada é um antigo sonho do povo de Rainha Isabel e de toda região. Há alguns anos essa obra teve início, mas problemas diversos aconteceram ao longo do tempo, o que impossibilitou o andamento dos serviços.


Desde que assumiu o seu primeiro mandato, o prefeito Dannilo Godoy garantiu que tornaria realidade esse sonho e não mediu esforços, junto ao Governo de Pernambuco, junto ao Governador Paulo Câmara, para concretizar a obra. Foram diversas viagens, reuniões, telefonemas e tudo mais que fosse preciso e, agora, finalmente o tão sonhado asfalto está a olhos vistos.

Danilo Cabral destina R$ 3,4 milhões para combate ao Covid-19 em Pernambuco


O deputado federal Danilo Cabral (PSB) remanejou suas emendas ao Orçamento da União deste ano e destinou R$ 3,4 milhões para o combate à pandemia provocada pelo novo coronavírus no estado. Deste valor, R$ 2 milhões são para o governo do estado e R$ 1 milhão para a Prefeitura do Recife. Além disso, a Universidade de Pernambuco (UPE) e o Hospital das Clínicas receberão R$ 200 mil cada um.

Segundo o parlamentar, os recursos poderão ser usados para o atendimento de pacientes acometidos pela doença. “Nesse momento, precisamos unir esforços para ajudar o estado e os municípios a adotarem medidas para proteger a população e prestar os serviços necessários”, afirmou o parlamentar.

No total, para o Orçamento de 2020, Danilo Cabral destinou R$ 16,4 milhões para a área da saúde no estado. Somam-se aos R$ 3,4 milhões, R$ 13 milhões que irão para municípios de todas as regiões do estado para aplicação no custeio de saúde básica e especializada e compra de equipamentos.

Danilo Cabral destaca a atuação do Congresso Nacional no combate à pandemia. “Ontem aprovamos um projeto que concederá um auxílio de R$ 600 a trabalhadores informais por três meses e mulher que for mãe e chefe de família poderá receber R$ 1,2 mil. Estamos dando as respostas à sociedade e vamos continuar na luta para superar essa crise”, disse o deputado.

Medidas de socorro à economia ainda são insuficientes para enfrentar a crise


Enquanto os dias passam sem que sejam efetivas as medidas iniciais aprovadas pelo Congresso de renda emergencial para desempregados, desamparados e pessoas cadastradas no Bolsa Família, cresce a necessidade de mecanismos para socorrer estados, pessoas e empresas.

Governantes mundo afora reconhecem que socorrer as pessoas é responsabilidade do Estado. No Brasil, o Ministro da Fazenda insiste em ajustes para compensar os gastos, ao ponto de terça-feira haver uma discussão estéril de onde virá o dinheiro para as medidas aprovadas pelo Congresso Nacional, leia-se, de qual conta do orçamento será retirado o dinheiro, uma demonstração de que continua com fixação em ajuste fiscal.
               
O ministro, infelizmente, continua sem entender a gravidade da situação e no caminho contrário ao que indicam economistas brasileiros de renome, a exemplo de Rubens Ricupero recomenda aplicar 10% do PIB; Felipe Salto do Instituto Fiscal Independente recomenda monetizar U$ 66 bilhões (R$ 330 bilhões) para compor um pacote de R$ 600 bilhões; Luiz Carlos Mendonça de Barros diz que é necessário R$ 700 bilhões na economia; Mônica de Bolle, professora da universidade Johns Hopkins de Washington, que fala em pacote superior a R$ 400 bilhões de reais.

No rádio e em artigos publicados em outros noticiosos tenho falado que é necessário de dinheiro novo para socorrer as pessoas e empresas para a navegar durante a crise a crise, falei mais de uma vez em valor superior a R$ 650 bilhões, se observamos, esse número é próximo aos de economistas das mais variadas origens. Todos falam em valores próximo a 10% do PIB.

No orçamento que falo considero que R$ 240 bilhões devem vir de bilionários; R$ 150 bi de suspenção do pagamento de juros da dívida pública por seis meses e outros R$ 250 bilhões com monetização de dólares. A minha conta difere de alguns economistas em relação à origem do dinheiro, principalmente quando se fala e taxa de emergencial de grandes fortunas. Mas faço esse debate porque sei que da forma como quer o Ministro da Fazenda, seremos chamados a pagar a conta lá frente. Enquanto a taxação grandes fortunas e suspensão de juros é cobrar dos ricaços, que mais podem nesse momento. Ricaços endinheirados que nem o mais rico da nossa cidade se aproxima em posse.

Considero que os recursos têm de vir de fontes novas, por achar que se for apenas do orçamento da união ele será cobrado mais dos pobres, com medidas de arrocho para equilíbrio fiscal no futuro, aumentando ainda mais a desigualdade no país. É por esta razão ser necessária uma taxa emergencial para grandes fortunas. Por fim, não custa lembrar que até pouco tempo o debate era de cortes e apertos na população sob o argumento de ajustes fiscal.

Piúta

Vídeo informativo da Prefeitura de Bom Conselho – “corona vírus, como prevenir”:

Senado aprova auxílio emergencial de R$ 600


Aprovada pelo Senado Federal nesta segunda-feira (30), a proposta de auxílio emergencial de R$ 600 para trabalhadores informais de baixa renda durante a pandemia do novo coronavírus deve dar fôlego a milhares de Microempreendedores Individuais. O benefício será destinado a cidadãos maiores de idade sem emprego formal, mas na condição de trabalhadores informais, MEI ou contribuintes da Previdência Social. O texto segue agora para sanção presidencial, mas o início dos pagamentos dependerá de regulamentação do Poder Executivo.

Os líderes do Senado concordaram em não fazer alterações que mudassem o mérito do projeto aprovado na semana passada pela Câmara dos Deputados para não adiar o pagamento dos R$ 600. Se sofresse mudanças, a proposta teria de ser analisada de novo pelos deputados federais. A medida aprovada pelos senadores deve durar, em princípio, três meses, mas poderá ser prorrogada. O valor poderá ser acumulado por até dois membros de uma mesma família, chegando a R$ 1.200.

Para abranger mais categorias e pessoas como aptas a receber o benefício, o Senado deve elaborar um novo projeto com base em sugestões apresentadas e não contempladas para que o texto aprovado hoje já fosse à sanção presidencial. Deverão ser incluídos nessa nova proposta, por exemplo, taxistas, pescadores artesanais, mães menores de idade, indígenas, caminhoneiros e músicos.

“Mais do que positivo, este esforço do Legislativo é fundamental para que milhares de informais e MEI atravessem o período de crise. Estamos orientando e dando dicas de gestão para se reinventarem neste período de isolamento social, mas é preciso reforçar o caixa para garantir a sobrevivência destes negócios”, destaca o presidente do Sebrae, Carlos Melles.

Critérios para o benefício

O projeto estabelece que, no período de três meses, o auxílio poderá ser concedido ao trabalhador maior de 18 anos, que não tenha emprego formal e cuja renda familiar mensal seja de até três salários mínimos (R$ 3.135) ou de até meio salário mínimo (R$ 522,50) por pessoa. A pessoa também não pode receber aposentadoria, seguro-desemprego ou benefício de outro programa de transferência de renda federal, a não ser o Bolsa Família. Se receber o Bolsa Família, o trabalhador receberá o benefício de maior valor de forma automática. Também não pode ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018.

O benefício poderá ser pago a até dois membros da mesma família. Se a mãe de família for a única trabalhadora e responsável pelo lar, terá direito ao valor de R$ 1.200 mensais. Outro pré-requisito é que a pessoa atenda a uma das seguintes condições: ser microempreendedor individual (MEI), contribuinte individual do Regime Geral de Previdência Social ou trabalhador informal inscrito no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal) até 20 de março deste ano.

Quem não estava inscrito até a referida data poderá fazer uma autodeclaração para ter acesso ao benefício. A regularidade da situação do trabalhador será verificada pelo governo posteriormente. Segundo o relatório do projeto no Senado, os trabalhadores por conta própria "não registrados como MEI ou contribuinte individual da Previdência também receberão o benefício" desde que cumpram os demais pré-requisitos. O auxílio será pago por bancos públicos federais em conta tipo poupança social digital, de forma automática, sem a necessidade de apresentação de documentos nem tarifas de manutenção.


SAÚDE MENTAL / Psicóloga da UPAE Garanhuns dá dicas para diminuir estresse de isolamento


Em tempo de Coronavírus, onde muitas pessoas estão em isolamento social em suas casas, a psicóloga Ingrid Leal, da UPAE Garanhuns, traz dicas de atividades que vão ajudar a passar estes dias conturbados sem descuidar da saúde mental.

"Com o noticiário praticamente tomado pelo Coronavírus, e o impacto na vida das pessoas, é importante que todos cuidem da saúde mental, com precauções e atitudes para o convívio com as pessoas em casa e demais relações sociais, mesmo que isto não aconteça fisicamente" - Explica a psicóloga.

Muitas pessoas estão trabalhando em casa (home office), e devem entender que precisam manter a rotina de trabalho, com respeito a horários e obrigações. Segundo Ingrid Leal, a rotina preenche também o vazio daqueles que não estão trabalhando profissionalmente. "É importante ter o que fazer, arrumar aqueles livros e discos, dar aquela geral em cômodos que sempre quis e nunca teve tempo, horário para leituras, TV, até para atividades físicas, que podem ocupar um local fixo da casa". Afirma. A psicóloga também sugere a realização de cursos que estão sendo oferecidos de graça por diversas instituições. "É uma boa opção. As pessoas sairão da quarentena mais capacitadas para o trabalho e outras atividades, sejam culturais, sociais..."

É importante também ter critérios quanto ao tipo de noticiário que vai assistir e o tanto de informações que se está recebendo, lembrando que o excesso de informações muitas vezes falsas (Fake News), podem aumentar sentimentos de medo, angústia e ansiedade. Aos pacientes que já enfrentam psicopatologias como Depressão e Ansiedade, continuar com o tratamento medicamentoso e Psicoterapia on-line caso o Psicólogo esteja trabalhando com essa modalidade, é extremamente importante, bem como se ocupar com coisas prazeirosas que o coloquem em segurança psíquica.

Quanto às crianças, Ingrid também sugere rotinas. "Tem a hora da TV, dos games, mas também de estudos. E que tal integrar a criançada em tarefas que possam realizar em casa, lógico, juntos dos país, com harmonia e alegria?  Estimule seus filhos para brincadeiras antigas, cantigas, historinhas em família, isso tornará o periodo em casa prazeroso." - Afirm a profissional.

E para finalizar, a profissional lembra que o isolamento não são férias nem prisão. "É possível tirar muitos pontos positivos distante de todo caos que estamos vivendo, por enquanto, em nossas casas estaremos colocando nossa família em segurança e os demais. É um momento excelente para fazermos usos da tecnologia para nos conectar com quem ainda não podemos abraçar. Tudo vai passar!”.


AgênciaVOX de Notícias

Serviço de utilidade pública "Prefeitura de Bom Conselho"


A epidemia continua em crescimento e, nesse momento, a medida mais efetiva para o controle é o isolamento social – ficar em suas casas, evitando contato com outras pessoas.

Quem faz parte do grupo de risco?
Indivíduos acima dos 60 anos ou debilitados e portadores de doenças crônicas.

Quais são os procedimentos indicados?

PERMANEÇA EM CASA, principalmente se estiver apresentando sintomas gripais. Dessa forma, você evita a contaminação com o Novo Coronavírus e a piora do seu quadro. Além disso, hidrate-se e use antitérmico. Pacientes com sintomas leves não se beneficiam de ir aos hospitais, pois o diagnóstico laboratorial está reservado aos casos graves.

FIQUE EM ISOLAMENTO se você estiver infectado com o Novo Coronavírus. Assim, você não contamina outras pessoas.

PROCURE UM HOSPITAL se você apresentar um ou mais sintomas como: falta de ar, febre alta que não cede com os remédios e tosse. Idosos que apresentem alteração de sua condição clínica também deve ser levados.

COLISÃO ENTRE CARRO E CAMINHÃO MATA MULHER EM GARANHUNS

Uma mulher morreu vítima de acidente no início da tarde desta terça-feira (31), na PE-177, nas imediações da casa de Eventos Metroplaza, em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco. Analice Ferreira da Silva, de 26 anos, conduzia um veículo Ford Fiesta, cor cinza, quando por motivos ignorados perdeu o controle e bateu em um caminhão frigorífico.
Analice chegou a ser socorrida para a emergência do Hospital Regional Dom Moura, equipes do Samu e Corpo de Bombeiros auxiliaram no socorro. O corpo foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru.

Fonte: Portal A/V

BOLETIM COVID-19 SES-PE 31/03

Foto: Agência Brasil/EBC

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou, nesta terça-feira (31.03), mais 10 casos da Covid-19 em Pernambuco. Com a atualização, o Estado contabiliza 87 ocorrências pelo novo coronavírus. Não houve nenhuma nova morte confirmada nas últimas 24h, sendo 6 o número de óbitos registrados até agora.

De acordo com o boletim epidemiológico, dos 10 novos casos confirmados, 7 são do sexo masculino, com idades entre 30 e 69 anos; e 3 do sexo feminino, na faixa etária entre 30 e 70 anos. Dos pacientes, 6 são residentes do Recife, 2 de São Lourenço da Mata, 1 de Ipubi, no Sertão do Araripe, além de 1 novo caso registrado em Fernando de Noronha. Este é o 2o caso registrado na Ilha –contactante do 1o caso confirmado na última sexta-feira (27.03).

Até agora, os casos estão distribuídos por 11 municípios (Recife, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Camaragibe, São Lourenço da Mata, Palmares, Belo Jardim, Caruaru, Petrolina, Ipubi e Goiana), além do Arquipélago de Fernando de Noronha e da ocorrência de pacientes em outros Estados e países.

No momento, 23 pacientes estão internados, sendo 12 em UTI/ UCI e 11 em leitos de isolamento. Outros 44 estão em isolamento domiciliar e 14 já se recuperaram da Covid-19.

Recuperados - Subiu para 14 a quantidade de pacientes considerados recuperados da doença. A paciente, que teve cura clínica, é do sexo feminino, tem 97 anos e reside no Recife.

Arquipélago – Na última sexta-feira (27.03), foi confirmada a primeira ocorrência no Arquipélago Fernando de Noronha. Um homem de 48 anos, funcionário de uma empresa terceirizada, que permanece em isolamento domiciliar.

Para evitar a propagação do vírus, todos os contactantes do homem foram monitorados e colocados em quarentena, em quartos isolados e diferentes, além de serem testados. Apenas um deles testou positivo para a doença, e permanece em isolamento.

Pernambuco amplia testes - O Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), anunciou nesta terça-feira (31.03), a ampliação da capacidade de testagem para a Covid-19 no Estado, possibilitando a realização de exames nos profissionais de Saúde, da rede pública e privada, que estão trabalhando diretamente com os pacientes suspeitos e confirmados para a doença, além das forças de Segurança. A ampliação vai ser possível graças à parceria entre a SES-PE e o Instituto Aggeu Magalhães (Fiocruz/PE), que possibilitará, inicialmente, triplicar a capacidade atual, saindo de cerca 770 para 2.170 exames por semana, a depender do envio dos kits pelo Ministério da Saúde (MS). Esse número pode chegar a 1 mil exames/dia.

"Vamos dotar o Estado da capacidade de testar mais, ampliando para além dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave internados, como é preconizado atualmente pelo Ministério da Saúde. Com essa ampliação, vamos, inicialmente, beneficiar os profissionais de saúde e de segurança, num esforço para garantir a segurança e cuidado também para esse público. A partir desta quarta-feira, iniciamos os testes juntando forças do Instituto Aggeu Magalhães aos esforços do Lacen-PE. À medida que o Ministério da Saúde enviar mais kits, vamos ampliando o número de testes realizados", afirma o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Os testes serão os mesmos já realizados atualmente pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE), por meio da técnica RT-PCR, indicada para pacientes no início dos sintomas (até 7 dias) e que analisa a presença do vírus ou parte dele na amostra coletada. Os kits de testagem, nesta parceria, serão os encaminhados pelo Ministério da Saúde, que anunciou a ampliação do envio dos kits.

A vice-diretora do Instituto Aggeu Magalhães, Constância Ayres, ressaltou a importância da parceria para a valorização e ampliação da produção científica em Pernambuco. “A Fiocruz/PE vai trabalhar em quatro frentes. A primeira é um projeto de pesquisa para desenvolver um teste rápido baseado em papel que vai dar o resultado em minutos. A segunda é a questão da evolução dos genomas, dos vírus que estão circulantes aqui em Pernambuco para entendermos qual o comportamento epidemiológico e se existe variações que podem ser importantes para o enfrentamento da epidemia. O terceiro ponto é a questão do tratamento, então vamos utilizar nossa plataforma para testar novos produtos e novas drogas anti-virais que possam combater o novo coronavírus. E, por último os estudos epidemiológicos. Nós vamos tentar entender as questões sociais que interferem no desenvolvimento da curva aqui no Estado”, destacou.

Além da parceria com o Instituto Aggeu Magalhães, nesta semana, a empresa Genômika, especializada em testes genéticos e imunológicos, passa também a compor os esforços do Estado para ampliar a realização de exames pela técnica RT- PCR. Por dia, o laboratório privado vai processar 300 exames. Essa contratualização está sendo feita em parceria com o Laboratório de Imunopatologia Keizo Asami (LIKA) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Coronavírus: Estados Unidos e Brasil autorizam o uso limitado de cloroquina

Diante do aumento expressivo dos casos de Covid-19 nos Estados Unidos, que registram mais de 140 mil casos e quase 2,5 mil mortos, a Food and Drug Administration (FDA) aprovou emergencialmente e de forma limitada o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina. A medida vai ao encontro do desejo do presidente Donald Trump, que, na semana passada, disse que esses medicamentos, originalmente desenvolvidos para malária e doenças reumáticas, poderiam ser um “presente de Deus” contra a pandemia. Por outro lado, contraria as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do principal infectologista norte-americano, Antonio Fauci, um dos diretores dos Institutos Nacionais de Saúde dos EUA.

De acordo com um documento divulgado, na noite de sábado, pelo Departamento de Saúde e Serviços Humanos da agência, o FDA pode liberar medicamentos não aprovados em resposta a “ameaças químicas, biológicas, radiológicas e nucleares”. A autorização de uso restringe-se a pacientes internados, que não tenham acesso aos testes clínicos da substância. Nos EUA, ambas as drogas são objeto de pesquisas com humanos para verificar sua eficácia e a segurança em pacientes com Covid-19.

A polêmica em torno da cloroquina e da hidroxicloroquina já dura algumas semanas, desde que Trump anunciou a liberação das drogas e foi desmentido por Fauci. O cientista esclareceu que a FDA daria prioridade aos estudos das substâncias, mas que, na ocasião, elas não estavam liberadas para outros usos senão de pacientes com malária e doenças reumáticas.

O problema apontado por boa parte da comunidade científica é que não há dados suficientes sobre a eficácia das duas drogas, que, por sua vez, podem ter efeitos colaterais graves, como prejuízo da visão, insuficiência hepática e distúrbios cardiovasculares. Ambos os medicamentos foram utilizados com antivirais em cerca de 100 pacientes chineses e em 42 franceses, obtendo bons resultados. Os outros experimentos foram realizados in vitro, usando linhagens de células animais.

Autofagia

A cloroquina foi primeiramente cogitada para tratar os pacientes de Covid-19 porque ela interfere com um processo chamado autofagia (do grego “comer a si mesmo”). As células usam esse mecanismo como um tipo de reciclagem, “devorando” materiais desnecessários, geralmente para fornecer energia ou outros suprimentos necessários durante os períodos de escassez. Nas doenças infecciosas, os vírus podem se valer da autofagia para, por meio dela, obter matérias-primas necessárias para a replicação.

“Existem evidências de que a autofagia está envolvida na replicação do coronavírus — vimos isso em alguns na síndrome respiratória aguda grave (Sars) e também na síndrome respiratória do Oriente Médio (Mers). Aparentemente, você precisa ter autofagia para obter a replicação do vírus”, diz Andrew Thorburn, professor e presidente do Departamento de Farmacologia da Universidade do Colorado. Ao inibir esse processo, a cloroquina impediria o Sars-Cov-2 de se multiplicar no organismo.

Thorburn acha a droga promissora, mas ressalta que, em estudos com camundongos, foi demonstrado que a inativação completa da autofagia — o que se espera que a cloroquina faça — aumenta o risco de infecções bacterianas e de neurodegeneração, pois é por meio desse mecanismo que as células eliminam proteínas tóxicas no cérebro. O farmacêutico, contudo, lembra que, desde a década de 1940, o medicamento tem sido utilizado, seja em curto prazo (caso da malária) ou de forma contínua (na artrite reumatoide).

Para Dawn Bowdish, professor de patologia e medicina molecular da Divisão de Pesquisa Imunológica da Universidade de McMaster, no Canadá, a supressão da autofagia que pode beneficiar pacientes de Covid-19 não é uma informação suficiente para justificar a liberação das substâncias. “Estamos desesperados por algo que nos proteja, mas estou prestes a dar más notícias. Atualmente, houve mais de 200 testes clínicos na China de diferentes tratamentos para melhorar o curso da doença. Todos deram errado. Testes com pequeno número de pacientes com o medicamento antimalária mostraram alguma promessa, mas, na verdade, não temos dados suficientes”, diz Bowdish, que comanda um laboratório de estudos de autofagia na universidade.

Estudo polêmico

Um dos cientistas mais entusiastas do uso da cloroquina e da hidroxicloroquina para combater a Covid-19 é o infectologista francês Didier Raoult, diretor do Instituto Hospital Universitário Mèditerranée Infection (IHU), em Marselha. Foi ele quem conduziu o estudo com 26 pacientes que entusiasmou o presidente Donald Trump. O renomado, premiado e polêmico cientista, que vem sendo chamado de charlatão por colegas franceses, publicou um primeiro estudo mostrando que, combinada ao antibiótico de amplo espectro azitromicina, a hidroxicloroquina curou 75% dos 26 pacientes tratados por sua equipe.

Com base nesse resultado, Raoult tornou-se um grande defensor do uso da substância. Diferentemente dos governos brasileiro e francês, que autorizaram a droga para pacientes graves, o infectologista afirma que ela deve ser ministrada no início da infecção. Segundo ele, a hidroxicloroquina não é eficaz em estágios mais avançados.

A pesquisa de Raoult levantou esperança e críticas ao mesmo tempo. A principal delas devido ao baixo número de participantes. Porém, a metodologia também foi questionada. Uma revisão do estudo feita por pesquisadores britânicos e irlandeses apontou uma falha considerada grave: os pacientes não foram randomizados, isso é, divididos em grupos, para fins de comparação. Além disso, dos 26 pacientes, um morreu e cinco abandonaram o estudo antes do término (três foram internados na UTI, um devido a náuseas e outro porque testou negativo para o vírus). Outra crítica feita pelos autores da revisão é que a maior parte dos recuperados era jovens e tinha bom prognóstico.

Na semana passada, um estudo chinês realizado também com uma pequena quantidade de pacientes, publicado no Jorunal of Zhejiang University, mostrou que o curso da doença foi igual em pessoas que usaram o medicamento e que não receberam hidroxicloroquina. Os 20 participantes foram divididos em dois grupos, sendo que 15 deles utilizaram o medicamento antimalária. Desses, 13 testaram negativo após uma semana de tratamento. No outro grupo, dos 15, 14 estavam livres do vírus no mesmo período, sem que tivessem usado a hidroxicloroquina.

No documento divulgado pela FDA, Denise M. Hinton, cientista-chefe do órgão, afirmou que o recomendado é sempre aprovar um medicamento após diversos estudos clínicos, mas lembrou que nem todos os pacientes de Covid-19 nos Estados Unidos terão acesso a eles. “O Sars-Cov-2 pode causar uma séria doença, que coloca a vida em risco, e condições como doença respiratória grave. Baseado na totalidade de evidências científicas apresentadas ao FDA, é razoável acreditar que o fosfato e o sulfato de hidroxicloroquina podem ser efetivos no tratamento de Covid-19, e que, quando usados nas condições descritas nesta autorização, os conhecidos e potenciais benefícios pesam mais que os conhecidos e potenciais riscos desses produtos”, escreveu Hinton.


Coronavírus: quarentena de 1,3 bilhão de pessoas na Índia se torna crise humanitária

Empregos e salários despencaram depois que a Índia adotou uma quarentena de 21 dias para tentar conter o avanço da pandemia de coronavírus. O país de 1,3 bilhão de habitantes registrou até agora 1.251 pessoas infectadas com coronavírus e 32 mortes.

Sem transporte público, ele viajou a pé no asfalto sob o sol quente, à base de biscoito e água. "Eu andei durante o dia e durante a noite. Qual seria a alternativa? Eu tinha pouco dinheiro e quase nenhuma comida", me contou Meena. Ele não estava sozinho. Por toda a Índia, milhões de trabalhadores migrantes estão voltando a pé para suas casas depois que as cidades onde atuavam se fecharam.

Esses profissionais informais são a espinha dorsal da economia das grandes cidades, ao construírem casas, cozinharem refeições, entregarem marmitas, cortarem os cabelos em salões, produzirem carros e limparem banheiros, entre outras atividades. Em fuga da pobreza de suas pequenas vilas, mais de 100 milhões de pessoas vivem em moradias precárias em guetos urbanos superpopulosos, enquanto aspiram pela ascensão social.

A quarentena, anunciada com quatro horas de antecedência, transformou milhões deles em refugiados, da noite para o dia. Seus postos de trabalho foram suspensos, e a maioria daqueles que os pagam sumiram.

Homens, mulheres e crianças começaram suas jornadas em diversas horas desde o dia 24. Eles carregam seus poucos pertences, como comidas, água e roupas, em sacos de pano. Jovens levam suas mochilas esfarrapadas, e crianças são carregadas nos ombros quando estão cansadas demais para andar.

Eles andam tanto de dia quanto de noite. A maioria afirma ter ficado sem dinheiro e teme enfrentar a fome. "A Índia estão caminhando de volta para casa", resumiu o jornal The Indian Express.

O êxodo impressionante remete à fuga de refugiados durante a sangrenta secessão em 1947, quando a Índia, ex-colônia britânica, foi repartida. Quase 15 milhões de refugiados em situação precária viajaram para o Paquistão, que se tornou independente naquele ano.