Tecnologia do Blogger.

DESTAQUES

TV WEB JB NOTÍCIAS

POLICIAL

DIVERSOS

SAÚDE

EVENTOS

ESPORTES

NOVIDADES

EDUCAÇÃO

POLÍTICA

PREFEITURA

» » » » Artesãos do Piauí levam joias de opala, pedra semipreciosa rara, para a Fenearte


Entre os estantes da 19ª Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte), é fácil encontrar joias feitas com opala. No entanto, a pedra é considerada rara por designers de joias: eles contam que o Piauí é o único estado do Brasil onde ela pode ser encontrada. “Fora daqui, só na Austrália. As minas de opala são uma riqueza nossa”, comenta a artesã Eliane Barros.

A opala é uma pedra semipreciosa que é utilizada para adornar joias, como brincos, anéis, pingentes e pulseiras. A extração das gemas acontece na cidade de Pedro II, no interior do Piauí, onde ficam as minas. Após serem extraídas por garimpeiros, as opalas passam por um processo de lapidação – e só depois disso é que podem ser utilizadas em acessórios.

Eliane é uma das designers de joias que vendem acessórios da pedra semipreciosa na Fenearte. Suas peças são feitas com diversos tipos de opala: desde as mais tradicionais, como as azuladas e os mosaicos, até as de cor mais clara, como branco e ‘furta-cor’. “São milhões de anos para formar essas pedras. Por isso, são tão delicadas e bonitas”, detalha a artesã.

Para Vilma Araújo, que trabalha com joias desde 2003 e também expõe na Fenearte, não é difícil criar produtos com as pedras. “Compramos as opalas já lapidadas e fazemos o design. Daí cada pessoa produz do seu jeito. Eu, por exemplo, uso prata para complementar os acessórios”, explica.

As joias estão à venda no estande do Piauí na Fenearte, custando entre R$ 25 e R$ 600, dependendo do tipo e do tamanho de opala utilizada para produzir a peça.

A feira segue até 15 de julho, das 14h às 22h nos dias úteis e das 10h às 22h nos finais de semana. De segunda a sexta, a entrada custa R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). Os valores do ingresso para sábados e domingos são R$ 12 (inteira) e R$ 6 (meia). Os tíquetes são vendidos na internet, em pontos descentralizados e na bilheteria do evento.
.
G1PE

«
Anterior
Postagem mais recente
»
Próximo
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe sua opinião sobre essa matéria: