TRAGÉDIA NA 101 MATA 11 PESSOAS QUE FAZIAM PARTE DE UM GRUPO DE DANÇA


Uma nova tragédia na BR-101, no Sul do Espírito Santo, matou 11 membros de um grupo de dança em um acidente entre dois caminhões, um Ford Ka e um micro-ônibus, na tarde deste domingo (10), na altura do km 450 da rodovia federal, em Mimoso do Sul. A suspeita é de que uma carreta carregada com granito tenha causado o acidente e dois motoristas foram ouvidos pela polícia. Uma perícia está sendo feita para apurar a causa desta fatalidade.


O micro-ônibus e um dos caminhões pegaram fogo. Todas as vítimas estavam no micro-ônibus e faziam parte do grupo de dança Bergfreunde, de Domingos Martins, na região Serrana do estado. Eles voltavam de uma apresentação em Juiz de Fora (MG).

Segundo a Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp), todos os corpos foram retirados do micro-ônibus e serão encaminhados para o DML de Vitória, na manhã desta segunda-feira (11). O serviço de perícia ainda não foi concluído. Três corpos foram encontrados do lado de fora do micro-ônibus.

Dez pessoas foram resgatadas pelos Bombeiros e pela ECO 101 e encaminhadas para a Santa Casa de Cachoeiro.

Feridos

Foram encaminhados para Santa Casa de Cachoeiro:
7 foram atendidos e liberados;
1 se encontra no centro cirúrgico em virtude de fratura no antebraço
1 com queimadura de 2° grau comprometendo 60% do corpo
1 com escoriações diversas ainda em atendimento.

Não foi necessária a transferência de nenhum paciente.

O inspetor Macedo Miranda, chefe da Comunicação da PRF, falou com a reportagem do Gazeta Online e disse que não chovia no momento do acidente e que os dois sentidos da rodovia foram totalmente interditados.

A BR-101 ficou interditada até as 22h40 deste domingo. O incêndio voltou duas horas depois de controlado e atrasou a liberação da via, segundo a PRF. Um grande congestionamento se formou no local.

Dinâmica do acidente

Segundo a PRF, um caminhão carregado de placas de granito foi o causador do acidente. A polícia informou que o acidente aconteceu da seguinte forma:

Um caminhão carregado com chapas de granito estava ultrapassando outro veículo, no sentido Rio, quando perdeu o controle, invadiu a contra mão e colidiu com o micro-ônibus que vinha em sentido contrário.
O micro-ônibus, após ser atingido, invadiu a contra mão e bateu na carreta com cerveja. Os dois veículos pegaram fogo.
O Ford Ka, em seguida, colidiu com os pedaços de granito espalhados na via. O caminhão com granito foi apreendido para perícia.

A PRF informou que os motoristas do caminhão, da carreta e do automóvel foram encaminhados para o DPJ de Cachoeiro de Itapemirim. O caminhoneiro que conduzia a carreta com granito não foi detido pela PRF e, agora, o delegado vai decidir sobre o indiciamento ou não do motorista causador do acidente.

Uma pessoa que passava pela rodovia na hora do acidente registrou o incêndio.

Vítima

O Ednor Bispo Pereira era o motorista do caminhão que vinha atrás da carreta com as chapas de granito. Ele conseguiu sair do caminhão antes do fogo começar. Ele disse que tentou tirar passageiros do micro-ônibus.

Na hora que bateu em mim, achei que fosse morrer. Quando saí, vi que estava pegando fogo. Ajudei a puxar uma pessoa. Tinha gente viva que não conseguiu sair do ônibus", disse o caminhoneiro, à reportagem da TV Gazeta.

"Ouvi alguns gritos. Eu via morte na minha beira”, disse Ednor Bispo Pereira.

Grupo de dança


O grupo de dança Bergfreunde era formado por casais de dançarinos com idades entre 17 e 42 anos. A vítimas fizeram apresentações na 23ª edição da Deutsches Fest. Eles saíram de Domingos Martins na sexta-feira (8) com destino a Juíz de Fora, em Minas Gerais.
O músico Éden Schambach Júnior, 48 anos, participou dos ensaios para a apresentação em Minas Gerais, mas não viajou com o grupo por conta de um compromisso na cidade. “Estavam todos felizes nos ensaios. Não fui por causa do meu show com o padre na comunidade de Santa Isabel. Estamos chocados”, lamentou, em entrevista ao Gazeta Online.

Ainda segundo Éden, o veículo no qual os dançarinos estavam foi alugado com recursos do Edital de Locomoção da Secretaria Estadual de Cultura (Secult). Reunidos no evento religioso, os moradores fizeram orações e um minuto de silêncio, em homenagem às vítimas.

Luto

O governador Paulo Hartung decretou luto oficial de três dias. "Estamos profundamente tristes. Tenho imenso carinho pelos integrantes do grupo Bergfreunde de Campinho, que foi o primeiro grupo folclórico alemão no Espírito Santo. Esse acidente representa uma perda enorme para o nosso Estado”, disse Hartung.

Por G1
TRAGÉDIA NA 101 MATA 11 PESSOAS QUE FAZIAM PARTE DE UM GRUPO DE DANÇA TRAGÉDIA NA 101 MATA 11 PESSOAS QUE FAZIAM PARTE DE UM GRUPO DE DANÇA Reviewed by Josenildo Batista on segunda-feira, setembro 11, 2017 Rating: 5

MAMFONLINE - SITE PARCEIRO DO JB NOTÍCIA

Anuncie Aqui!

JB NOTÍCIA © Copyright 2017. Tecnologia do Blogger.