Anuncie conosco

Credibilidade no mundo corporativo


Os novos padrões éticos e de comportamentos apontam que a credibilidade só se mantém quando conquistada pela confiança

Credibilidade: ser e parecer tornou-se questão de sobrevivência

Credibilidade sempre foi um atributo essencial nos mais diversos tipos de relacionamentos. Podemos afirmar que uma pessoa é digna de crédito quando ela consegue estabelecer relações interpessoais em que o outro se sente confortável em concordar ou discordar de suas ideias e escolhas.  Nos últimos tempos, mais do que nunca, essa qualidade não tem se sustentado quando construído numa comunicação baseada no temor.

No dicionário Aurélio, o significado da palavra é definido como qualidade de ser crível. Se voltarmos esse conceito para o mundo corporativo, que exige dos profissionais uma incessante busca por mudanças, observamos novos padrões éticos e de comportamentos que apontam que a credibilidade só se mantém quando conquistada pela confiança. O diálogo autêntico faz parte desse contexto e traduz que essa verdade se aplica às pessoas que se comunicam tal como elas são. Uma pessoa tem credibilidade quando seu interlocutor lhe atribui o conceito de ser e parecer verdadeiro.

Devemos considerar que cada pessoa tem seus traços de personalidade. Existem os extrovertidos, os retraídos, os dinâmicos, os pacatos e por aí vai, porém, independentemente desses atributos, mesmo que uma pessoa queira vender “gato por lebre” no decorrer de um período suas atitudes revelam o verdadeiro caráter. De acordo com o quadrado aristotélico existem quatro tipos de posturas que compreendem comportamentos verdadeiros, mentirosos, secretos ou falsos. Ao traçarmos a combinação entre eles teremos resultados de variáveis positivas ou negativas como ser e parecer ou não ser e não parecer.

Para melhor compreensão considere que SER refere-se aos conhecimentos, habilidades e atitudes pertinentes ao contexto da interação entre duas pessoas. Quando uma pessoa se prepara para uma entrevista de emprego, por exemplo, é correto que sua roupa seja formal e todos os seus argumentos estejam focados em competências profissionais. Caso o compromisso seja numa praia com um grupo de amigos, o comportamento não será considerado pertinente se mantiver o mesmo estilo de roupa e contexto da conversa.

Quando consideramos o PARECER nos referimos à interpretação do SER na percepção do outro. Qual a imagem que você está transmitindo às pessoas? Sua postura inspira confiança? Quanto mais o SER e PARECER estiverem sintonizados e pertinentes ao objetivo da comunicação maior será a credibilidade daquele que transmite a mensagem.
Credibilidade no mundo corporativo Credibilidade no mundo corporativo Reviewed by Josenildo Batista on maio 02, 2017 Rating: 5

MAMFONLINE - SITE PARCEIRO DO JB NOTÍCIA

Anuncie Aqui!

JB NOTÍCIA © Copyright 2017. Tecnologia do Blogger.