ONU exige medidas imediatas para evitar crise de fome iminente na Somália


O Secretário-geral da ONU, António Guterres, fez nesta terça-feira (7) uma visita "de emergência" à Somália, de onde exigiu medidas imediatas para evitar que a grave seca que afeta o país resulte uma nova crise de fome como a ocorrida em 2011, quando 250 mil pessoas morreram.

"O mundo precisa agir agora para evitar uma crise humanitária", alertou Guterres durante uma viagem não anunciada ao país para abordar a crise pela qual 6,2 milhões de somalis - mais da metade da população - necessitam ajuda.


Após chegar à capital, Mogadíscio, Guterres teve um breve encontro com o novo presidente Mohammed Abdullahi "Farmaajo", que expressou a necessidade de ajuda da comunidade internacional para que seja evitada uma crise de fome "iminente".

"Este é um momento de tragédia, mas também é um momento de esperança com um novo governo somali que está preparado para agir", disse Guterres, que detalhou que são necessários US$ 825 milhões para atenuar as consequências da seca registrada nos últimos meses.


A escassez aumentou o preço da água e as comunidades se viram obrigadas a recorrer a fontes perigosas que aumentaram o risco de contrair doenças como cólera e diarreia.

Neste ano, pelo menos 196 pessoas morreram por essas doenças, especialmente no sul do país, enquanto mais de 7,9 mil pessoas foram afetadas pelo novo surto de cólera, segundo a ONU.

Por Agencia EFE
ONU exige medidas imediatas para evitar crise de fome iminente na Somália ONU exige medidas imediatas para evitar crise de fome iminente na Somália Reviewed by Josenildo Batista on quarta-feira, março 08, 2017 Rating: 5

SUNDOWN PARK EM SALOÁ /PE - AQUI A DIVERSÃO É GARANTIDA

ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM LAVADORAS DE TODAS AS MARCAS E MODELOS

COMPRE AGORA A SUA PASSAGEM AÉREA - CLIQUE NO BANNER

MAMFONLINE - SITE PARCEIRO DO JB NOTÍCIA

Anuncie Aqui!

JB NOTÍCIA © Copyright 2017. Tecnologia do Blogger.