A V-LINK PROVEDOR DE INTERNET, AVISA AOS SEUS CLIENTES QUE JÁ ESTÁ ATENDENDO NO SEU NOVO ESCRITÓRIO SITUADO NA RUA 13 DE MAIO, Nº05 POR TRÁS DO BANCO SANTANDER. V-LINK - UMA EMPRESA DO GRUPO SUNDOWN PARK

QUEM É RESPONSÁVEL PELA INSEGURANÇA EM PERNAMBUCO: LEIA ESTE ARTIGO


Desde que os Policiais Militares e os Bombeiros Militares de Pernambuco resolveram desencadear, no dia 6 de dezembro de 2016, com fundamento no Princípio Constitucional da legalidade, em todo o território do Estado de Pernambuco, a Operação Polícia e Bombeiro Legal (mais conhecida como Operação Padrão), recusando-se a vender suas folgas para o escravizador Programa Extra de Jornada de Segurança – PJES, ou outros programas de compra de folga similares ofertados pelo Estado de Pernambuco; a sair com viaturas em contrariedade com a lei ou que submetam o efetivo ou a população a riscos; a utilizar coletes balísticos de proteção individual vencidos e armamentos sem boas condições de pronto emprego, entre outras inúmeras situações que atentem contra a segurança do policial ou da população ou que vilipendiem a lei ou regras universais de segurança, os números da violência e da criminalidade não param de crescer assustadoramente em todo o Estado de Pernambuco, por conta da retração significativa do número de PMs e BMs nas ruas, efeito colateral da Operação Padrão.

A Operação Padrão tem sido a forma pela qual os Policiais Militares e os Bombeiros Militares procuram externar, como última alternativa, para Sociedade o quanto eles têm sido desvalorizados pelo Governo Paulo Câmara e sempre colocados em último plano quando a palavra é valorização profissional, respeito e melhoria de qualidade de vida e de condições de trabalho.


O Governo Paulo Câmara ao invés de buscar resolver na raiz a questão da completa insegurança pública no Estado de Pernambuco, valorizando os responsáveis diretos pela contenção da violência e da criminalidade na ponta, que são os Policiais e Bombeiro Militares Pernambucanos, vem a todo custo promovendo mais desmotivação, com desproporcionais perseguições contra os que denunciam o flagrante abandono que passam PMs e BMs dessas importantes Corporações, tais como as vozes do Presidente e Vice da Associação Pernambucana de Cabos e Soldados, Albérisson Carlos e Nadelson Leite – e seus seguidores.


Diante da significativa retração do número de PMs e BMs nas ruas (em razão da Operação Padrão) e dos elevados índices de Crimes Violentos Letais Intencionais – CVLI (como homicídios e latrocínios), além das desenfreadas explosões a banco que acomete todo o Estado, o Governo procura se manter insensível, utilizando-se, apenas, de antigos e ineficientes métodos, remanejando o efetivo de PMs de uma área para outra – numa espécie de “ilusionismo” voltado a enganar toda população atingida diretamente pela violência e empurrar a grave questão da insegurança geral com a barriga, cobrindo uma parte do território e descobrindo outra, com remanejamento de efetivo de uma área para outra.

O exemplo mais visível e absurdo disso foi a transferência em massa de inúmeros homens do Batalhão Especializado de Policiamento do Interior – BEPI (CIOSAC), contra suas respectivas vontades, para o Batalhão de Radiopatrulha – BPRp, na Capital, com o dito objetivo de conter ações da criminalidade organizada que anda explodindo bancos em todo o território pernambucano, sobretudo, no interior do Estado.

A pergunta que não quer calar é a seguinte: Se as ações da criminalidade organizada têm se concentrado mais no interior do Estado, com explosões a bancos por quadrilhas compostas, geralmente, por mais de 15 homens fortemente armados, região que, sabemos, é área coberta pelo Batalhão Especial de Polícia do Interior – BEPI, como podemos falar em contenção dessas ações com os esvaziamento, quase que completo, justamente do BEPI com a transferência em massa dos seus treinados e capacitados integrantes contra as suas respectivas vontades para o Batalhão de Radiopatrulha, que tem sede na Capital pernambucana e é responsável por cobrimento prioritário da Região Metropolitana do Recife – PE – em apoio a unidades de área. Algo está errado. O Governador Paulo Câmara e seu “importado” Secretário de Defesa Social estão querendo enganar a quem?



   LEIA A MATÉRIA COMPLETA ACESSANDO O SITE DA ACS
QUEM É RESPONSÁVEL PELA INSEGURANÇA EM PERNAMBUCO: LEIA ESTE ARTIGO QUEM É RESPONSÁVEL PELA INSEGURANÇA EM PERNAMBUCO: LEIA ESTE ARTIGO Reviewed by Josenildo Batista on terça-feira, janeiro 24, 2017 Rating: 5

Anuncie Aqui!

JB NOTÍCIAS © Copyright 2017. Tecnologia do Blogger.